Astro da NBA diz que foi 'tratado como um pedaço de carne' por time que o trocou

DeMarcus Cousins ainda não 'engoliu' sua saída do Sacramento Kings

Relacionadas

Um dos jogadores mais polêmicos da NBA, DeMarcus Cousins parece ainda não aceitar ter virado "moeda de troca" do Sacramento Kings, que decidiu mandar o pivô para o New Orleans Pelicans. E nesta sexta-feira, dia em que o jogador reencontrará sua ex-equipe pela primeira vez, ele não poupou críticas à diretoria do time californiano, principalmente Vlade Divac, ex-jogador de sucesso na liga e que atualmente é vice-presidente da equipe.

"Vlade Divac tentou me ligar duas semanas depois da troca. Eu só disse a ele: 'Por que está tentando falar comigo duas semanas depois? Não tem motivo. Se você acha que está fazendo a coisa certa agora, isso só mostra quem você é como dono do time'. Essa foi a mensagem que mandei a ele. Nunca mais ele tentou falar comigo", disse Cousins em entrevista ao The Undefeated, dizendo que nem ao menos foi informado de que seria trocado: "Eu ficaria furioso de qualquer jeito, mas eu respeitaria. Venha até mim e fale como um homem. Eu sou um ser humano, mas fui tratado como uma porcaria de um pedaço de carne", desabafou.

Draftado pelos Kings em 2010, Cousins liderava praticamente todas as estatísticas ofensivas da equipe na atual temporada e, até por isso, poderia ser recompensado. Se renovasse seu contrato com o time, poderia receber até 30 milhões de dólares por ano. Porém, isso não é um motivo que "tire o seu sono". "Nunca teve a ver com dinheiro. Não jogo por dinheiro. Qualquer um que me conhece sabe disso, eu já tinha dinheiro antes. Eu investi tudo que eu tinha em Sacramento, todo meu tempo e energia, meu coração foi dado pela cidade. E no fim terminou desse jeito. Mas nunca teve nada a ver com dinheiro, não dou a mínima para dinheiro", completou.

MAIS SOBRE:

Basquete NBA Sacramento Basquete
Comentários