Jogador de origem chinesa da NBA responde ofensa racial com classe

Jeremy Lin foi chamado de "chink" no twitter

Relacionadas

Jeremy Lin, armador do Brooklyn Nets, respondeu com muita educação a uma ofensa racial no twitter. O atleta de origem chinesa foi chamado de "chink", termo pejorativo utilizado para ofender pessoas originárias do Extremo Oriente.

+ Lebron nos Warriors: o boato que pode mudar o ano dos Cavaliers

+ Antes intermináveis, minutos finais de jogos melhoraram com nova regra

+ Fã do Pelicans finge ser jogador e é surpreendido por segurança; vídeo

Lin comentara sobre a atuação de Gronkowsky no Super Bowl quando recebeu a resposta com a palavra. "Oh, não faça isso. Asiáticos estão falando também. Não somos capachos", respondeu, pontuando ao mesmo tempo contra o estereótipo de que pessoas são mais calmas e subservientes.

O tweet e a conta em que o atleta foi ofendido acabaram apagados.

Não é a primeira vez que Lin passa por uma situação parecida. Segundo o jogador, enquanto disputava o basquete universitário, muitas vezes foi chamado de "chink" ou com apelidos referentes a comidas chinesas, como "bife lo mein", "bife e brocólis", "arroz e frango frito", entre outras coisas.

Em outra ocasião, após estrear na NBA, a ESPN publicou uma matéria sobre o jogador utilizando a palavra "chink" no título. Posteriormente, a chamada foi alterada e o jornalista que a publicou, demitido.

MAIS SOBRE:

Basquete basquete NBA [National Basketball Association]
Comentários