AFA alega 'erro de impressão' em manual para conquistar russas na Copa

Material da Associação de Futebol Argentino gerou polêmica na última terça-feira

Relacionadas

Depois da repercussão negativa sobre o manual para conquistar as russas na Copa do Mundo, a Associação de Futebol Argentino (AFA) se pronunciou por meio de nota oficial nesta quarta-feira (16). A federação alegou "erro de impressão" no material do curso de idioma e cultura Russa.

+ Descubra o que a imprensa internacional falou sobre a convocação de Tite

+ Iniesta reconhece que ainda não sabe se vai jogar na China ou no Japão

+ Palmeiras entra em campo podendo conquistar a melhor campanha ou eliminar o Boca

"O Departamento de Educação da Associação de Futebol Argentino informa que após uma investigação interna efetuada a respeito do sucedido ontem na jornada de Idioma e Cultura Russa, se concluiu que parte do material entregue foi impresso erroneamente", disse em nota. "O professor encarregado do curso selecionou informação para dar aos assistentes e, lamentavelmente no momento da impressão do mesmo, por um erro involuntário, se incluiu um texto que jamais foi parte da capacitação", completou.

"Advertido disto pelo setor administrativo do departamento, se procedeu a retirada imediata. Lamentamos que esse equívoco tenha ofuscado o importante da jornada e da atividade educativa feita pela AFA. Expressamos nossas mais sinceras desculpas a quem se viram afetados pela publicação, a qual de nenhuma maneira reflete o pensamento da Associação de Futebol Argentino, nem seu presidente Claudio Tapia e nem de nenhum de seus diretores", conclui comunicado.

O manual da AFA foi distribuído na última terça-feira (15) para dirigentes, futebolistas, técnicos e jornalistas durante um curso sobre idioma e cultura do país. Um dos trechos destacava que "as mulheres russas, como qualquer outra, dão muita atenção se você é limpo, cheira bem e anda bem vestido." Nas redes, a informação gerou polêmica por parte dos internautas. Veja as imagens:

 

MAIS SOBRE:

Futebol Copa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários