Agredido pelos próprios torcedores, mascote do Foz do Iguaçu é afastado

Segundo assessoria de imprensa do clube, um novo funcionário assumirá a função e não deverá interagir com torcedores rivais

Relacionadas

Depois de ser agredido pela pópria torcida, o funcionário que trabalha como o Quati, mascote do Foz do Iguaçu, foi afastado pela diretoria do clube. De acordo com a assessoria de imprensa, a decisão é para preservar pela segurança do colaborador. 

A mascote foi agredida no último domingo, 21, durante o empate em 2 a 2 com o Londrina, pelo Campeonato Paranaense, depois de ter sido vista em meio à torcida adversária. Segundo o GloboEsporte.com, o funcionário, que não teve o nome revelado pela comunicação do Foz, foi cumprimentar familiares seus que estavam na torcida do Londrina. 

 

Olho roxo de Cristiano Ronaldo assusta em treino do Real Madrid

United segue com maior arrecadação do futebol, à frente de Real e Barça

 Siga o Fera no Twitter!

 

O empregado seguirá trabalhando na equipe, mas em uma área diferente, e uma nova pessoa assumirá a fantasia do Quati, que não deverá interagir com outras torcidas a partir de agora. 

Depois do empate na estreia, o Foz enfrenta o Toledo pela segunda rodada nesta quarta-feira, 24, às 20h (horário de Brasília), em sua casa, o Estádio do ABC. 

MAIS SOBRE:

futebol Foz do Iguaçu [PR]
Comentários