Bizarra? Estátua de Alexis Sanchez em cidade chilena divide opiniões

Jogador, que está em seu país com a seleção, também teve outra dor de cabeça: carteira de habilitação apreendida

Relacionadas

O monumento inaugurado em homenagem ao craque da seleção chilena e do Arsenal Alexis Sanchez em sua cidade natal - Tocopilla, no Chile - dividiu opiniões entre os moradores e portais especializados em futebol. A maioria elogiou a estátua, rodeada pelos escudos dos clubes onde Sanchez atuou. Outros, no entanto, chamaram o monumento no estilo 'cartoon' de bizarro - e o símbolo do Colo-Colo acabou vandalizado no dia seguinte à inauguração.

A estátua foi o agradecimento de um artista local a Alexis, que ajudou a população depois das cheias que assolaram a região em 2015, e contou com milhares de pessoas na inauguração, com a presença do craque. 

Alguns portais, no entanto, destacaram que a obra tem certo gosto duvidoso. E na primeira noite, o escudo do Colo-Colo, clube que revelou o jogador, foi vandalizado, o que provocou grande indignação dos moradores da cidade e do criador da obra, o artista plástico Marco Vergara.

Não bastasse esse problema, Sanchez, nesta madrugada, teve a carteira de habilitação apreendida ao dirigir pelas ruas de Santiago. Ele circulava a 155 km/h numa região onde a máxima permitida é de 120 km/h.

Mesmo sem carteira, ele está escalado para com os companheiros de seleção chilena enfrentar a Venezuela, na terça-feira, pelas eliminatórias.

MAIS SOBRE:

futebol Futebol
Comentários