Bomba explode em campo de futebol na Somália e deixa cinco mortos

Atentado é obra do grupo extremista al-Shabab, ligado à Al-Qaida

Relacionadas

A polícia de Barawe, na Somália, confirmou na última quinta-feira (12) um atentado a bombas no estádio Barawe Football Field, que abrigava a semifinal da Copa da Somália, entre Elmen e SYL. Pelo menos cinco pessoas foram mortas e outras doze ficaram feridas, de acordo com informações da Reuters.

Treinador da Fiorentina faz tatuagem no braço em homenagem a Astori

Noite com Neymar e 'parças' é arrematada por R$ 137 mil em leilão

CBF lança campanha contra o preconceito na primeira rodada do Brasileirão

O atentado foi de imediato dado como responsabilidade do grupo extremista al-Shabab, ligado à Al-Qaida. Testemunhas disseram que a explosão no campo de futebol aconteceu devido bombas que estavam enterradas no gramado.  "Ouvi uma forte explosão e depois não conseguia ouvir mais nada, por causa da força da explosão. Joguei-me no chão e, felizmente, sobrevivi", disse Yasin Garba, um dos sobreviventes, ao jornal The Guardian.

Além disso, a investigação indica que os dispositivos estavam conectados às tribunas do estádio. "O alvo eram as autoridades oficiais que não estavam sentados ali na hora da partida", afirmou o policial Mohamed Adam à agência de notícias.  

O grupo terrorista está em guerra com o governo Somali há mais de dez anos. Fundado em 2004, o al-Shabab já chegou a ocupar a capital do país, Mogadíscio, mas desde 2011 perdeu o controle e se baseou mais no interior do país. Nos últimos meses eles foram responsáveis por diversas explosões de carros-bomba. 

MAIS SOBRE:

Futebol Somália [África] bomba terrorismo
Comentários