Com gols em clássico, Robson Arantes do Nascimento é o Fera da 30ª rodada

Robinho deitou e rolou no Cruzeiro, com dois parecidos, um deles uma verdadeira pintura

Relacionadas

Dois gols, um deles uma pintura, para virar e aumentar o placar de um clássico. Robinho realmente não precisava de mais nada para ser eleito o Fera da 30ª rodada do Brasileirão. 

Popularmente conhecido como Robson Arantes do Nascimento, o camisa 7 do Atlético-MG, recebeu 48% dos votos na enquete realizada no Twitter do Fera. Na segunda colocação ficou Dudu, do Palmeiras, com 26%, à frente de Hernanes, do São Paulo, com 20%, e Victor, também do Atlético-MG, com 6%. 

 

 

Se o primeiro tempo foi do Cruzeiro, o segundo foi totalmente atleticano. Na etapa final, os alvinegros empataram, com Otero, e completaram a vitória com Robinho. 

Em seu primeiro gol, o atacante recebe na esquerda da área e bateu rasteiro, no cantinho direito de Fábio. Minutos depois, ampliou o placar para 3 a 1 em um lance parecido. Praticamente do mesmo local da grande área, bateu também no canto direito, mas agora no alto, sem chances para o goleiro celeste.

 

 

Revelado pelo Santos, na geração de Meninos da Vila anterior à de Neymar, Robinho ficou famoso pelas oito pedaladas sobre Rogério, na final do Campeonato Brasileiro de 2002, contra o Corinthians. À época com 18 anos, o atacante ficou no clube até 2005, quando foi negociado com o Real Madrid. 

Depois do Santiago Bernabéu, se transferiu para o Manchester City que, naquele momento, iniciava seu projeto de montar elencos caros e brigar por títulos expressivos. Em seu último semestre na Inglaterra, fez seu primeiro retorno ao Santos, onde foi mentor de Neymar e Paulo Henrique Ganso na conquista do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. 

 

 

via GIPHY

 

 

No retorno à Europa, fechou com o Milan, onde ficou até agosto de 2014, momento em que voltou novamente à Vila Belmiro. Desta vez, até o meio de 2015, momento em que assinou por seis meses com o Guangzhou Evergrande, da China. Depois do futebol chinês, aos 33 anos, voltou mais uma vez ao Brasil no início de 2016, desta vez para o Atlético-MG, clube que defende até hoje. 

Apesar de despertar grandes expectativas sobre seu futuro, Robinho não chegou, por exemplo, a ser eleito o melhor jogador do mundo. Isso, no entanto, não significa que ele não foi, ou não é, um ótimo jogador e um exímio driblador. Algumas de suas melhores apresentações foi com a camisa da seleção brasileira. 

 

MAIS SOBRE:

fera da rodada futebol atletico-mg Robinho
Comentários