FERA DO PASSADO: 'Canhão da Vila', Pepe é o maior 'artilheiro humano' do Santos

Ponta-esquerda só não marcou mais gols que Pelé pelo time da Vila Belmiro

Relacionadas

Quando lembramos do time do Santos do final dos anos 50 e início dos 60, fica quase impossível não atribuir a magia daquele time à Pelé, maior jogador de todos os tempos. Porém, por mais que o "Rei" obviamente se sobresaísse sobre os companheiros, outros grandes jogadores também faziam parte daquele time, entre eles Pepe, que se autointitula como o "maior artilheiro humano da história do Santos", já que considera que Pelé "veio de Saturno".

Revelado nas categorias de base do próprio Santos, Pepe atuou sua carreira inteira no time da Vila Belmiro pela ponta-esquerda e, por sua potência no chute, ganhou o apelido de "Canhão da Vila". Pelo clube, ele marcou 405 gols e conquistou incontáveis títulos, como seis vezes o Campeonato Brasileiro, 11 o Paulista, além de mais duas Libertadores e dois Mundiais.

Pela seleção brasileira, também fez história, participando do grupo nas vitoriosas campanhas nas Copas de 1958 e 1962, mas, por lesão, não jogou nenhum jogo sequer em nenhuma delas. Apesar disso, anotou 22 gols pela seleção durante a carreira, estando entre os 30 jogadores que mais marcaram com a "amarelinha".

Depois que encerrou a carreira como jogador, virou técnico e também obteve sucesso, passando por inúmeros times e conquistando alguns títulos, como o Paulistão de 1973 pelo Santos, o de 1986 pela Inter de Limeira, surpreendendo o Palmeiras na final e ainda um Brasileirão, enquanto comandava o São Paulo, também na temporada 1986.

Por tudo isso, Pepe é mais um daqueles imortais do futebol e, mesmo que hoje em dia já esteja aposentado, sua memória deve permanecer para sempre para os fãs de futebol.

MAIS SOBRE:

Fera do Passado futebol Santos Futebol Clube Pepe
Comentários