Mulher de Bravo diz que 'bebedeira' atrapalhou Chile contra o Brasil

Carla Prado publicou no Instagram um desabafo contra companheiros de seleção do marido

Relacionadas

A mulher do goleiro Bravo, Carla Prado, tornou ainda mais complicado o momento vivido pela seleção chilena, que ficou fora da disputa da Copa da Rússia, ao perder para o Brasil, por 3 a 0, terça-feira à noite, no Allianz Parque, ao afirmar que vários jogadores teriam deixado de treinar por estarem de ressaca.

"Obrigado por todos os momentos lindos, minha seleção. Obrigado, meu capitão América (Bravo) por tudo que vivemos. Foi bonito, de fato. Mas, quando se veste a camisa da seleção tem de ser com profissionalismo. Sei que a maioria lutou com tudo, enquanto outros iam a festas e não conseguiam treinar por causa da bebedeira. Que enfie a carapuça quem quiser e deixe de chorar. Agora é um país inteiro que chora. Te esperamos com os braços abertos, meu capitão", escreveu Carla Prado em seu Instagram.

 

 

O zagueiro Medel, um dos mais experientes do grupo, rebateu as acusações da mulher de seu companheiro. "Eu nunca vi um jogador chegar bêbado ou treinar bêbado. Todos fizeram seu trabalho da melhor maneira possível", disse o jogador, que atua no Besiktas, da Turquia.

"Tivemos dez anos muito lindos, quando conquistados feitos importantes. Agradecemos todo o apoio dos torcedores e lamentamos o que aconteceu. Foi muito triste. Um ciclo termina e outro começa. Esperamos que a nova geração consiga atingir o máximo possível."

A seleção chilena obteve resultados significativos por três anos seguidos, ao conquistar o bicampeonato da Copa América (2015 e 2016) e o segundo lugar na Copa das Confederações este ano.

 

 

MAIS SOBRE:

futebol Claudio Bravo Chile Copa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários