Palmeiras tem mundial? Ex-vice de futebol quer estrela vermelha na camisa

Cartola Roberto Frizzo diz que estatuto do clube prevê colocação de estrela vermelha no uniforme alviverde

Relacionadas

O cartola palmeirense responsável pelo resgate da conquista alviverde de 1951, a Copa Rio, o ex-vice presidente de futebol Roberto Frizzo, defende que o clube adote uma estrela vermelha na camisa para fazer alusão ao título.

A Fifa já esclareceu que a Copa Rio não foi um campeonato mundial organizado por ela, mas também já declarou que a competição foi a primeira que envolveu clubes e teve dimensão mundial. Desde então, surgiu uma corrente no clube de defensores da estrela na camisa. 

O assunto acabou esfriando no Palmeiras depois do último pronunciamento da entidade máxima do futebol mundial, mas não para Frizzo, relata o portal UOL Esporte.

''O estatuto do Palmeiras prevê a introdução de uma estrela vermelha por causa da conquista da Copa Rio, então não tem a ver com a Fifa reconhecer como Mundial organizado por ela ou não", declarou, ao Blog do Ohata. O próprio presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, teria defendido a discussão do assunto, neste ano. "Mas não precisa ser discutido, já está no estatuto do clube", afirma Frizzo. Segundo ele, o documento cita expressamente uma estrela vermelha no uniforme.

Segundo ele, opositores da ideia já o procuraram dizendo que a tal estrela poderia aludir ao PT. "É uma coincidência, o que posso fazer?", questiona o cartola.

 

MAIS SOBRE:

futebol Fifa Palmeiras Futebol
Comentários