Com gol inexistente, Panamá vai à 1ª Copa e presidente decreta feriado nacional

Em lance dado como gol pelo juiz, bola saiu pela linha de fundo, como tiro de meta

Relacionadas

Com a vitória por 2 a 1 sobre a Costa Rica, nesta terça-feira, 10, o Panamá se classificou pela primeira vez em sua história a uma edição de Copa do Mundo. O feito, no entanto, aconteceu devido a um erro gravíssimo do árbitro da partida. 

Perdendo por 1 a 0 desde os 36 minutos do primeiro tempo, os panamenhos se lançaram ao ataque na segunda etapa. O empate veio logo aos sete minutos, após grande confusão na área. O detalhe é que o lance em que o árbitro guatemalteco Walter Lopez assinalou gol, a bola não entrou no gol. Mas não foi sequer um lance duvidoso: a bola não ficou em cima da linha, mas saiu pela linha de fundo, em tiro de meta para a Costa Rica. 

 

+ Memes sobre a classificação da Argentina para a Copa tomam as redes sociais

 

O que poderia ser marcado, na verdade, seria um pênalti em Blas Perez, derrubado por Francisco Calvo no momento em que finalizaria para o gol, na pequena área. Com a queda, ele bateu na bola e Rónald Matarrita rebateu. Na volta, a bola saiu pela linha de fundo. Na súmula, Lopez indicou que o gol goi marcado por Gabriel Torres, que tocou na bola direto do escanteio. 

 

 

Torcedores, gandulas e até narradores, no momento exato do lance, gritaram gol, e o juiz confirmou alguns segundos depois. Após consulta com o auxiliar e muita reclamação dos costarriquenhos, Lopez manteve sua decisão. 

A vaga na Copa foi finalmente confirmada aos 43 minutos do segundo tempo, com o gol da virada de Roman Torres, que aproveitou lançamento da zaga, ganhou do defensor e chutou para gol. 

 

 

FERIADO NACIONAL

A ida ao Mundial da Rússia foi tão comemorada pelos panamenhos que o presidente do país, Juan Carlos Varela, decretou esta quinta-feira, 11, como "dia de festa nacional", dando folga aos estudantes e funcionários públicos. 

Em sua conta no Twitter, Varela escreveu que "é um dia histórico para o país". "Amanhã (quinta) será livre para os trabalhadores do setor público e privado. Em um Dia de Festa Nacional também ficam suspensas as aulas nas escolas públicas e privadas do país. Celebrem em família", completou. 

 

 

 

 

 

 

 

 

MAIS SOBRE:

futebol Panamá Panamá [América Central]
Comentários