Rússia cria identidade que substitui visto para turistas que vão à Copa do Mundo

Com uma 'Fan ID', torcedores poderão entrar no país livremente

Relacionadas

Os estrangeiros que forem à Rússia para acompanhar a Copa do Mundo de 2018 não precisarão solicitar visto, já que terão uma identificação a partir da compra do ingresso, denominada 'Fan ID', com que poderão entrar no país livremente.

+ Confira as 5 chuteiras mais marcantes da carreira de Ronaldinho

+ Possível retorno de Gabigol agita torcedores do Santos; confira

+ Neymar imita movimento de game durante comemoração de gol; veja

Com este sistema, a Rússia retira a obrigação da obtenção de um visto para os espectadores com ingresso para um jogo do Mundial para dez dias antes do seu início e dez após o final, explicou a diretora do Escritório de Turismo da Rússia na Espanha, Marlene Rodríguez, em uma entrevista coletiva na Feira Internacional de Turismo (Fitur), que acontece em Madri.

"Pela primeira vez em um Mundial o país anfitrião retira a obrigação de vistos", disse Marlene, em entrevista coletiva junto à diretora do Comitê Turístico de Kazan, Daria Sannikova, representante de uma das 11 sedes da Copa do Mundo, que será disputada entre 14 de junho e 15 de julho.

O 'Fan ID' será expedido a todos aqueles que comprarem um ingresso através dos canais oficiais da Fifa, que receberão um número de referência para preencher um questionário digital com o qual obterão esta identificação, que lhes permitirá entrar e sair do país quantas vezes quiserem durante a competição.

Segundo Marlene, inclusive os torcedores de países que têm acordo bilateral com a Rússia e não precisam de visto para entrar deverão ter o 'Fan ID', já que não será permitido entrar em nenhum dos jogos sem esta identificação.

"Tampouco haverá revenda, já que para cada ingresso será pedido o 'Fan ID' que está associado a ele", acrescentou a responsável do Escritório de Turismo da Rússia na Espanha, que explicou que em cada cidade será possível associar um máximo de três identificações, para que um familiar possa ir ao jogo no lugar de uma pessoa.

Esta identificação dará acesso a transporte gratuito entre as 11 sedes do Mundial nos dias de jogos, e também permitirá utilizar meios de transporte público para chegar ao estádio. Argentina e México são os dois países que registraram maior demanda até o momento para comparecer à Copa do Mundo, seguidos por Peru, Costa Rica, Panamá, Colômbia e Brasil. /EFE

MAIS SOBRE:

futebol Copa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários