Seis meses após a perda do filho, Abel Braga desabafa nas redes sociais

'Não sei explicar a dor, nem a saudade, tampouco a ausência', escreve o técnico do Fluminense

Relacionadas

O técnico Abel Braga usou as redes sociais nesta segunda-feira para homenagear seu filho João Pedro, morto em julho do ano passado.

+ Palmeirenses criam campanha pela volta do escudo oficial no uniforme

+ Ex-goleiro detona Maradona: 'ele muda de lado por um cachorro-quente'

+ Tricolor freguês e Santos carrasco: Roberto de Andrade deixa o Corinthians

A data, marca seis meses da perda do filho. Na época, 'janjão', como é chamado pelo pai, caiu da janela do banheiro do apartamento em que morava com a família no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, enquanto tomava banho. 

Em seu perfil no Instagram, o comandante desabafou: "Não sei explicar a dor, nem a saudade, tampouco a ausência. Sei que ainda tenho a minha família, os meus amigos e o meu Fluminense", escreveu. 

Leia a publicação na íntegra:

Sem parar... Hoje conheci a verdade do 'sem parar'. Como é bom não parar para estacionar em shopping, não parar em fila de pedágios, etc. Estou sentindo na pele, após 19 anos de tanto agradecimento a Deus, o prazer de ter tido três filhos que me fizeram muito feliz;

Hoje faz seis meses que perdi o meu "janjão" (é assim que eu o chamo). Não sei explicar a dor, nem a saudade, tampouco a ausência. Sei que ainda tenho a minha família, os meus amigos e o meu Fluminense. Porém, sei bem também o que representa o 'sem parar'. 

Os dias seguem as horas, os meses seguem os dias, mas o coração não consegue definir a proximidade. Filho, eu acho que está melhor do que nós, talvez em um lugar infinito e belo, que tenho certeza que conhecerei um dia, bem pertinho de você.

Te amo.

Pai

Veja o post original:

 

 

Sem parar.. Hoje conheci a verdade do “sem parar”. Como é bom não parar para estacionar em shopping, não parar em fila de pedágios, etc. Estou sentindo na pele, após 19 anos de tanto agradecimento a Deus, o prazer de ter tido três filhos que me fizeram muito feliz . Hoje faz seis meses que perdi o meu “janjão” (é assim que eu o chamo). Não sei explicar a dor, nem a saudade, tampouco a ausência. Sei que ainda tenho a minha família, os meus amigos e o meu Fluminense. Porém, sei bem também o que representa o “sem parar” . Os dias seguem as horas, os meses seguem os dias, mas o coração não consegue definir a proximidade. Filho, eu acho que está melhor do que nós, talvez em um lugar infinito e belo, que tenho certeza que conhecerei um dia, bem pertinho de vc . Te amo . Pai.

Uma publicação compartilhada por Abel Braga (@abelbragaoficial) em

MAIS SOBRE:

futebol Fluminense Football Club Abel Braga
Comentários