Sevilla e United 'declaram guerra' por ingressos da Liga dos Campeões

Ingleses reclamam de preço abusivo e espanhóis, de espaço abaixo do permitido para seus torcedores

Relacionadas

O Sevilla irá denunciar o Manchester United à Uefa por não fornecer aos seus torcedores ingressos suficientes para a partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões no estádio Old Trafford, informou o clube espanhol em comunicado nesta quarta-feira, 10.

Os dois clubes estão em crise desde que os espanhóis anunciarão que cobrarão 89 libras (R$ 388) dos torcedores visitantes ingleses na partida de ida, no Ramón Sánchez Pizjuán, em 21 de fevereiro. A diretoria do Manchester tentou convencer os adversários a diminuírem o preço dos ingressos, citando as 54 libras (R$ 235) cobradas dos torcedores do Liverpool na fase grupos da atual temporada. 

Sem sucesso no apelo, o United comunicou por e-mail aos torcedores que comparam ingressos para a partida na Espanha que irá reembolsá-los da diferença de 35 libras (R$ 152) entre o preço atual e o cobrado do Liverpool. Além disso, os ingleses subiram para as mesmas 89 libras (R$ 388) as entradas dos espanhóis na partida de volta, em Old Trafford, em 13 de março. 

 

Não vai sair ninguém! Liverpool quer Firmino até aposentadoria, diz jornal

Neymar mita ao comemorar gol com a chuteira na cabeça; assista

+ Siga o Fera no Twitter!

 

"O Sevilla não aceitou abaixar significantemente o preço dos ingressos dos nossos torcedores para o que acreditamos ser um preço razoável", afirmou a diretoria inglesa no comunicado aos seus fãs. "Portanto, tomamos a difícil decisão de cobrar dos torcedores do Sevilla pela partida de volta no Old Trafford a mesma quantia pedida aos nossos torcedores fora de casa. Nós queremos que esse ato impeça que outros clubes aumentem o preço dos ingressos dos nosso torcedores visitantes." 

A isso, o Sevilla afirmou que irá subsidiar as entradas dos seus torcedores no segundo jogo. "Sevilla irá garantir que nenhum sevillista pague um centavo a mais do que qualquer fã do Manchester United por ingressos semelhantes, como determina a regra da competição", declarou a diretoria. 

Na reclamação formal que enviará à Uefa, a diretoria sevillista alega que os 2,995 lugares destinados aos seus adeptos representa somente 4,1% da capacidade do estádio, abaixo dos 5% exigidos pelo regulamento da Liga dos Campeões. / COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA REUTERS

 

 

MAIS SOBRE:

futebol Sevilla [Espanha] Manchester United Football Club Uefa [União das Associações Europeias de Futebol]
Comentários