Tricolor freguês e Santos carrasco: Roberto de Andrade deixa o Corinthians

Equipe do Morumbi foi quem mais perdeu dentre os rivais sob o comando do presidente corintiano

Relacionadas

Roberto de Andrade deixa a presidência do Corinthians neste sábado, após assumir o clube no início de fevereiro. O dirigente se despede do cargo após 36 clássicos e a marca de exatamente 50% de aproveitamento. Neste período, o maior freguês foi o São Paulo enquanto o Santos foi o carrasco e o Palmeiras teve equilíbrio total.

+ Campanha para frase do ônibus da seleção da Copa chega ao mês final

+ De 'pitbull' a garçom: Felipe Melo vira líder de passes certos no Palmeiras

+ Ex-ditador da Líbia por pouco não comprou o United, revela empresário

Contra o São Paulo, Roberto de Andrade comandou a equipe por 15 jogos e teve um aproveitamento de 60%. Foram sete vitórias, seis empates e duas derrotas. O Corinthians marcou 23 gols e sofreu apenas 15. 

Já o Santos não trará muitas recordações positivas ao dirigente. Em 11 jogos, o Corinthians teve 39% de aproveitamento. Venceu quatro jogos, empatou um e perdeu seis. Marcou apenas nove gols e sofreu 12. 

Diante do Palmeiras, o maior rival para muitos clubes, o equilíbrio é enorme. Em 10 partidas, o Corinthians venceu quatro, perdeu quatro e empatou duas. O alviverde leva vantagem apenas nos gols marcados. Foram 12 gols corintianos e 13 palmeirenses. 

A eleição no Corinthians ocorre dia 3 de fevereiro e conta com cinco candidatos: Andrés Sanchez, Antônio Roque Citadini, Felipe Ezabella, Paulo Garcia e Romeu Tuma Júnior.

MAIS SOBRE:

Futebol Corinthians São Paulo Futebol Clube
Comentários