Zagueiro do Chile rebate esposa de goleiro e diz que nunca viu jogador bêbado

Clima pesou após a derrota contra o Brasil e a perda da vaga na Copa da Rússia

Relacionadas

Um dia após Carla Prado, esposa do goleiro da seleção chilena Bravo, fazer uma acusação de que jogadores não treinavam por causa de bebedeiras - o que teria influído na eliminação da equipe nas Eliminatórias para a Copa da Rússia diante do Brasil, com a derrota por 3 a 0, o clima pesou ainda mais. O zagueiro Medel (que joga no Besiktas - Turquia) saiu em defesa dos companheiros e retrucou as acusações.

"Eu nunca vi um companheiro bêbado, nem chegando bêbado. Nunca vi. Todos que estiveram na seleção fizeram tudo da melhor maneira", afirmou ele, que ainda ressaltou as conquistas da atual geração de jogadores chilenos - com dois títulos da Copa América. "Demos grandes momentos para os chilenos, agradecemos por todo o apoio e lamentamos pelo que aconteceu. Foi triste. Um lindo ciclo termina, agora começa tudo de novo", disse Medel.

Logo após a eliminação, que deixou o Chile sem vaga na Copa, Carla havia publicado uma mensagem no Instagram acusando jogadores de pouco comprometimento com o time.

"Obrigado por todos os momentos lindos, minha seleção. Obrigado, meu capitão América (Bravo) por tudo que vivemos. Foi bonito, de fato. Mas, quando se veste a camisa da seleção tem de ser com profissionalismo. Sei que a maioria lutou com tudo, enquanto outros iam a festas e não conseguiam treinar por causa da bebedeira. Que enfie a carapuça quem quiser e deixe de chorar. Agora é um país inteiro que chora. Te esperamos com os braços abertos, meu capitão", escreveu Carla Prado em seu Instagram.

MAIS SOBRE:

futebol Copa do Mundo Rússia 2018 [futebol] Brasil [América do Sul] Copa América de Futebol
Comentários