Com 200 mil espectadores, Black Dragons é campeã brasileira de Rainbow Six

Equipe não deu chances para a BRK E-Sports, vencendo a melhor de 5 por 3 a 0

Relacionadas

Noite histórica para jogadores e fãs de Rainbow Six Siege. Agora, o Brasil já conhece seu campeão nacional da modalidade. A tão aguardada final do torneio, disputada entre tradicionais organizações do cenário, terminou de maneira surpreendente para mais de 200 mil espectadores, que acompanharam ao vivo nos canais da Ubisoft e-Sports. Black Dragons e BRK E-Sports se enfrentaram em confronto em que a expectativa era de equilíbrio do início ao fim. Mas a BD foi dominante e não deu chances para sua oponente. Em série melhor de cinco mapas (MD5), a equipe fez 3 a 0 e conquistou o desejado troféu Elite Six, destinado ao melhor time do torneio.

Thiago "Thyy" Nicézio e Nino "NinexT" Pavolini, do time campeão, estavam especialmente motivados para essa final. Isso porque essa competição marcou também a aposentadoria deles na modalidade. Por isso, o desejo de conquistar o título da competição se tornou ainda maior. E deu certo. O início da final não poderia ser melhor para a Black Dragons. Jogando no mapa Consulado, a equipe não deu oportunidades para a BRK e emplacou um incontestável 5 a 0, mesmo jogando no mapa escolhido por sua adversária.

Com sensação de "dever cumprido" ao se despedir do cenário competitivo de Rainbow Six com o título, "Thyy" comentou os fatores determinantes para a vitória. "Para ser sincero, nós esperávamos uma partida bem mais disputada no início. Conseguimos fazer 5 a 0 no primeiro mapa de maneira até inesperada. Depois, eles equilibraram mais o jogo, porém nós conseguimos adaptar bem a nossa tática para vencer o confronto. Tenho projetos para o futuro e me aposentar com este caneco é uma sensação muito boa", destacou o jogador, um dos principais nomes da equipe nessa conquista.

"NinexT", que também encerrou a sua carreira após a conquista, apontou a confiança demonstrada pela equipe como algo crucial para buscar o triunfo: "Antes de começar a partida, nossa expectativa era de um 3 a 1 ou um 3 a 2. Mas estávamos muito confiantes, nunca vi o Psycho jogar tão solto como hoje. Acho que, no fim das contas, estávamos com 'mais bala' e isso foi o que contou".

MAIS SOBRE:

Games Videogame
Comentários