Conheça o drama de atleta britânica de 20 anos que sofre de osteoporose

Bobby Clay revelou ainda que rotina de treinos intensos fizeram com que ela nunca menstruasse

Relacionadas

Considerada uma das maiores promessas do atletismo no Reino Unido, Bobby Clay levou seu corpo ao extremo em busca de conquistas, mas acabou pagando um preço alto. Desde os 15 anos, Clay treina tão intensamente que acabou ultrapassando os limites de seu corpo. 

"Tenho 20 anos e nunca menstruei. Tenho 20 anos e sofro de osteoporose. Tenho 20 anos e tornei-me 'naquela menina'.", disse em entrevista à revista Athletics Weekly.

Clay, que chegou a ser campeã da Europa com 19 anos, nos 1500 metros, sofreu uma fratura quando nadava e um exame revelou depois que ela tinha osteoporose. "Não é normal partir o pé ao nadar", contou a atleta. A seguir veio o diagnóstico. "Entrei em um estado de negação, dizia para mim mesma que ia ficar tudo bem, mas sofri outra fratura e outra, e mais outra..."

A atleta afirma que a razão de ter desenvolvido osteoporose tão jovem foi o excesso de treino, o déficit alimentar e a ausência de menstruação. "Sabia que um corpo com pouca gordura significava que não menstruaria, mas para mim isso era positivo. Tinha 15 anos e fazia o mesmo que homens adultos, exigia bastante de mim, ia sempre um pouco mais além em cada treino."

Clay faz hoje tratamento para estimular seu corpo a produzir os hormônios necessários para aumentar sua densidade óssea e estabelecer um ciclo menstrual normal. Enquanto isso, ela busca conscientizar outras jovens atletas para que não se tornem também "aquela menina".

MAIS SOBRE:

atletismo Reino Unido [Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte] Atletismo Osteoporose
Comentários