Dennis Rodman vai à Coreia do Norte patrocinado por empresa ligada a maconha

Ex-jogador da NBA é amigo pessoal do ditador Kim Jong Un e embarcou novamente ao país asiático

Relacionadas

O ex-jogador da NBA Dennis Rodman embarcou para mais uma visita à Coreia do Norte, país onde vai frequentemente por manter uma relação de amizade com a cúpula do regime norte-coreano, em especial com o ditador Kim Jong Un.

O detalhe que chamou a atenção dos jornalistas que acompanharam o embarque no Aeroporto de Pequim rumo a uma das nações mais fechadas do mundo, no entanto, foi a camiseta utilizada por Rodman, com o logotipo de um de seus patrocinadores, a PotCoin.com. Trata-se de ume empresa que gerencia uma moeda virtual para a indústria legal da maconha, nos Estados Unidos. 

"Só estou tentando abrir a porta", disse Rodman aos repórteres, segundo a Reuters. "Meu objetivo na verdade é ver se consigo trazer esportes para a Coreia do Norte, então isso é o principal".

Em sua conta no Twitter, Rodman publicou um vídeo e algumas imagens sobre a viagem, agradecendo o patricínio da PotCoin. “De volta a Coreia do Norte”, publicou o ex-jogador de 56 anos no Twitter, em uma foto na qual aparece com uma passagem da Air Koryo, empresa aérea norte-coreana.

Rodman acrescentou que irá "discutir minha missão ao retornar aos EUA", em relação a sua nova visita à Coreia do Norte, onde ficará por cinco dias.

Há três anos, Rodman esteve na Coreia do Norte e foi criticado após aparecer ao lado do dirigente norte-coreano Kim Jong-Un, que chamou de “amigo para a vida”. O ex-jogador de basquete é um dos poucos ocidentais que já se reuniu com Kim Jong-Un.

MAIS SOBRE:

basquete Dennis Rodman Basquete
Comentários