Ex-médico da seleção de ginástica dos EUA se diz culpado por abusos sexuais

Larry Nassar é acusado por mais de 100 mulheres pelos crimes e pode pegar ao menos 25 anos de prisão

Relacionadas

Acusado por mais de 100 atletas de abusos sexuais - entre elas a campeã olímpica Gabby Douglas, que classificou os episódios de "muito dolorosos" - o ex-médico da seleção norte-americana de ginástica, Larry Nassar, declarou-se culpado nesta quarta-feira.

Camisa de lenda do beisebol é leiloada por R$ 6,6 milhões; veja outros itens

Inglês faz 2 gols, pede para sair e corre para acompanhar nascimento do filho

Senegalês é o 1º jogador suspenso do Campeonato Inglês por simulação

Nassar foi a julgamento em uma corte do estado de Michigan - onde por anos atuou na Michigan State University - e foi declarado culpado por sete dos crimes. 

+ Federação de ginástica dos EUA se desculpa por escândalo sexual e muda política

Nas últimas semanas, além de Gabby Douglas as ginastas McKayla Maroney, campeã olímpica em Londres-2012  e Aly Raisman declararam terem sido vítimas do médico, que deve ser condenado a, no mínimo, 25 anos de prisão.

Gabby publicou, em seu Instagram, um relato emocionado sobre o tema (em inglês), com a legenda "por favor, escute o meu coração":

 

please hear my heart

Uma publicação compartilhada por Gabby Douglas (@gabbycvdouglas) em

 A rede de televisão CBS registrou o momento em que Nassar assume os crimes perante o juiz.

Veja:

MAIS SOBRE:

ginástica Gabby Douglas Michigan [Estados Unidos] Estados Unidos [América do Norte] Ginástica
Comentários