Jogador da NFL enfrenta Trump e doa dinheiro a programa contra fome

Colin Kaepernick doou US$ 50 mil a programa que atende a Somália, cortado por presidente; os dois vêm trocando farpas nas redes sociais

Relacionadas

O ex-quarterback do San Francisco 49ers Colin Kaepernick anunciou a doação de US$ 50 mil ao programa Meals on Wheels (Refeições sobre Rodas). O programa social, que entrega refeições a pessoas com dificuldades financeiras e mais, de locomoção, é um dos que terá verbas cortadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com quem o jogador vem trocando farpas nas redes sociais.

As alfinetadas entre os dois se tornaram constantes depois que Kaepernick começou a protestar contra os abusos policiais à comunidade negra norte-americana. No mês passado, o jogador causou polêmica ao ficar ajoelhado quando o hino dos EUA era tocado antes dos jogos de seu time, para protestar contra a injustiça social. 

Trump não deixou barato e atacou o jogador em um comício, no Kentucky, nesta semana. Ele disse que o fracasso de Kaepernick em assinar com algum time da NFL (atualmente ele, de fato, está sem equipe) é por sua causa, pois os proprietários da liga "não querem receber um tuíte desagradável de Donald Trump".

O jogador também já doou milhões de dólares a campanhas contra a fome na Somália e a organizações que lutam pelos direitos dos negros.

 

MAIS SOBRE:

futebol americano San Francisco 49ers Colin Kaepernick Donald Trump
Comentários