Veja as quatro decisões disputadas pelo Grêmio na Libertadores

Time gaúcho venceu Peñarol e Atlético Nacional, mas perdeu para Independiente e Boca

O Grêmio disputa esta noite a quinta decisão de Copa Libertadores da América. O time gaúcho soma duas conquistas e duas derrotas. A primeira taça foi levantada em 1983, após dois jogos equilibrados e muito violentos diante do Peñarol, do Uruguai, que defendia o título da competição.

Relacionadas

O primeiro jogo terminou empatado por 1 a 1, com o gol gremista marcado pelo meia Tita. O segundo duelo, no estádio Olímpico, teve vitória brasileira por 2 a 1, com gols de Caio e César.

 

O Grêmio teve a chance do bicampeonato, mas perdeu para o Independiente, da Argentina, o maior campeão sul-americano com sete títulos. Os argentinos venceram no Olímpico, por 1 a 0, e seguraram um empate sem gols na Argentina.

 

O Tricolor gaúcho voltou a disputar uma decisão em 1995, frente ao Atlético Nacional, da Colômbia, que contava com o lendário goleiro Higuita. Os 3 a 1 no Olímpico deram uma vantagem cômoda para o jogo de volta em Medellín. E o Grêmio de Felipão, que tinha Danrlei, Adilson e Paulo Nunes conseguiu um empate, por 1 a 1, com direito a gol de pênalti de Dinho.

 

Em 2007, nova decisão diante de um rival argentino e nova derrota. Um fortíssimo Boca, com Riquelme e Palermo, não deuc chances em La Bombonera e cravou 3 a 0. No Olímpico, show de Riquelme, autor dos dois gols da partida.

 

Resta saber se o Grêmio vai conseguir bater um time argentino em decisão de Libertadores para conseguir o tricampeonato da América.

 

MAIS SOBRE:

futebol Caio Dinho Peñarol Tita Atlético Nacional Uruguai [América do Sul] Independiente Danrlei Libertadores [Copa Libertadores da América] futebol
Comentários