Amanda Nunes pede desculpas aos fãs após passar mal e deixar o UFC 213

Brasileira iria enfrentar quirguistanesa no principal evento do card, mas abandonou a competição na última hora

Relacionadas

A brasileira Amanda Nunes, que neste sábado sentiu-se mal e resolveu não lutar contra Valentina Shevchenko, do Quirguistão - e que seria o principal evento no card do UFC 213 - tuitou um pedido de desculpas fãs, hoje pela manhã. Campeã das pesos-galo, ela iria defender o cinturão.

“Desculpem-me meus fãs de verdade. A luta será remarcada e eu estarei de volta e 100%”, escreveu a brasileira em sua conta no Twitter.

Ontem pela manhã, a poucas horas da luta, Amanda foi internada às pressas após passar mal por um motivo não esclarecido. O presidente do UFC, Dana White, afirmou à ESPN que a lutadora fora liberada para lutar, mas optou por não entrar no octógono.

Dana acabou punindo Amanda: ela não o ganhará a premiação acertada para a realização do evento e não protagonizará lutas principais nas próximas edições. A brasileira também não vai combater em lutas principais nas próximas edições do UFC, também como forma de punição. A brasileira deve enfrentar Valentina Shevchenko no UFC 215, dia 9 de setembro, em Edmonton, no Canadá. 

"Não podemos fazer ninguém lutar. Ela disse que não se sentia bem, que não estava bem. Acho que é 90% mental e 10% físico, talvez", afirmou White.

Confira o tuíte da brasileira:

MAIS SOBRE:

lutas UFC
Comentários