Bodão e Thominhas perdem e Brasil segue sem vitórias em 2018

Almeida e Francimar Bodão foram derrotados e brasileiros abriram 2018 com seis derrotas em seis lutas no UFC

 F. Bodão (dir) perdeu para G. Villante (esq) (Foto: Reprodução Twitter UFCIndia)

Relacionadas

Os dois primeiros eventos do UFC neste ano tiveram a presença de seis brasileiros e os seis saíram derrotados. Após os reveses de Thomas Almeida e Francimar Bodão no UFC 220, os brazucas seguem sem vencer em 2018. O peso galo foi brutalmente nocauteado por Rob Font em resultado surpreendente. Bodão, por sua vez, não teve boa atuação e foi derrotado por Gian Villante na decisão dos juízes.

Ainda na porção principal do UFC 220, Calvin Kattar tirou a invencibilidade de Shane Burgos de forma brutal no terceiro round, após dois assaltos bastante equilibrados em ótima luta.

 

Bellator 192: Douglas Lima perde cinturão, Sonnen bate Rampage no GP de pesados

UFC 220: Miocic supera Ngannou e faz história; Cormier mantém título

+ Siga o Fera no Twitter!

 

AS LUTAS

Thominhas abria o card principal com a necessidade de vencer, já que vinha de derrota para Jimmie Rivera em julho do ano passado. Com seu sistema defensivo melhor, o brasileiro ainda assim sofria com os jabs de Font ,que mostrava grande evolução na movimentação. Tanto que o norte-americano, lutando em sua cidade natal, chegou a balançar Almeida no primeiro round.

No fim do assalto inicial, porém, o brasileiro achou a distância e soltou bons golpes, principalmente ganchos de esquerda. Chegou a atordoar Font. Mas no segundo round, o norte-americano voltou mais agressivo e logo deu um knockdown em Thomas. O brasileiro resistiu, voltou para a luta, mas depois acabou sendo nocauteado com série de golpes brutais de Rob Font.

Já Bodão fez uma luta muito mais morna. Sempre olhando para trás e buscando um contra-ataque, o meio-pesado foi presa fácil para Villante, que soltou seu boxe de bom nível e foi pouco contra-atacado. No fim do terceiro round, Bodão chegou a soltar bons chutes, mas fez muito pouco, tendo uma atuação que beirou a apatia.

 I. Makhachev (foto) apagou Tibau (Foto: Reprodução Instagram UFCEurope)

Os brasileiros também não tiveram bons resultados no card preliminar, com as derrotas de Alexandre Pantoja e Gleison Tibau acabaram derrotados por Dustin Ortiz e Islam Makhachev, respectivamente.

O peso mosca Pantoja começou bem, levando o primeiro round com folgas, mas acabou deixando escapar a luta e perdendo para Ortiz por decisão. Abrindo a noite de combates, o leve Gleison Tibau acabou nocauteado brutalmente por Makhachev em apenas 57 segundos.

Além dos dois combates envolvendo brasileiros, o destaque fica por conta de Abdul Hazak Alhassan. O meio-médio atropelou Sabah Homasi no primeiro round com um brutal nocaute, em apenas 3 minutos e 47 segundos.

 

RUSSO NOCAUTEIA TIBAU E PANTOJA PERDE NO CARD PRELIMINAR

Vindo de um período de mais de dois anos sem lutar, Gleison Tibau sentiu o tempo fora e foi presa fácil para Makhachev. O russo aproveitou um chute do brasileiro para puxar um overhand e derrubá-lo antes do primeiro minuto. Islam ainda foi conferir, mas o brasileiro já estava apagado e foi salvo pelo árbitro central de tomar mais punição.

A derrota de Pantoja foi mais equilibrada, e até certo ponto polêmica. O brasileiro começou o duelo com Ortiz muito bem, pegando as costas do norte-americano e passando bons minutos buscando um mata-leão. Porém, Pantoja pareceu cansar no fim do round, e voltou mais lento para o segundo assalto, que acabou sendo de Ortiz.

No último round, porém, o ex-lutador do TUF 24 conseguiu pegar as costas do adversário, mas acabou tomando a inversão. Por cima, Ortiz fez dano, mas ficou menos tempo que Pantoja no controle da luta. Mesmo assim, os juízes laterais marcaram vitória de Dustin Ortiz.

 

UFC 220: Miocic vs. Ngannou

TD Garden, Boston, Estados Unidos

20/01/2017, a partir das 21h15 (horário de Brasília)

Canal Combate

 

CARD PRINCIPAL

Peso pesado: Stipe Miocic x Francis Ngannou

Peso meio-pesado: Daniel Cormier x Volkan Oezdemir

Peso pena: Calvin Kattar derrotou Shane Burgos por nocaute aos 32 segundos do R3

Peso meio-pesado: Gian Villante derrotou Francimar Bodão por decisão dividida (30-27, 28-29, 30-27)

Peso galo: Rob Font derrotou Thomas Almeida por nocaute técnico aos 2m24s do R2

 

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Kyle Bochniak derrotou Brandon Davis por decisão unânime (20-29, 29-28, 30-27)

Peso meio-médio: Abdul Hazak Alhassan derrotou Sabah Homasi por nocaute aos 3m47s do R1

Peso mosca: Dustin Ortiz derrotou Alexandre Pantoja por decisão unânime (3x 29-28)

Peso pena: Julio Arce derrotou Dan Ige por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)

Peso pena: Enrique Barzola derrotou Matt Bessette por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

Peso leve: Islam Makhachev derrotou Gleison Tibau por nocaute aos 57s do R1

MAIS SOBRE:

lutas ufc mma Gleison Tibau Alexandre Pantoja thominhas almeida UFC [Ultimate Fighting Championship]
Comentários