Canal nega ter cortado som de McGregor; saiba o que foi dito em encarada

Durante a 'encarada' entre os dois, irlandês ficou sem ter como reagir a provocações do rival

Relacionadas

O canal de TV a cabo norte-americano Showtime negou ter cortado o microfone do lutador de MMA irlandês Conor McGregor, no evento em que ele ficou cara a cara com seu adversário na 'luta do século', o campeão de boxe norte-americano Floyd Mayweather. Em determinado momento do evento, o som do irlandês ficou mudo, e ele não teve como reagir às provocações do rival, durante a entrevista coletiva. O lutador se irritou e culpou a organização do evento.

Em nota, o canal afirmou que a falha não foi proposital e que procurou garantir igualdade entre os lutadores. "O objetivo desta turnê mundial é deixar que os lutadores interajam entre eles. Cortar os microfones seria contra nosso objetivo de entregar estes lutadores para as massas e deixar que seus carismas entretenham e sejam o centro do palco", afirma a nota.

A encarada entre os dois durou cerca de dois minutos, com uma intensa troca de provocações. "Olhe nos meus olhos. Eu vou bater a sua cabeça no chão. Preciso de apenas um golpe. É só isso que preciso. Em quatro rounds vocês estará inconsciente", afirmou McGregor. "Você não nocauteia ninguém há 20 anos. Se isso fosse uma luta de verdade você já estaria morto. Você estaria morto em 20 segundos", continuou.

O norte-americano reagiu. "Vou contar até três e quero que todo mundo nessa arena grite: Fo***-se o Mayweather. 1,2,3! Podemos fazer melhor do que isso! Quando eu contar até três, quero que a arena inteira grite: Fo***-se o Mayweather", provocou. Depois, ele ainda desdenhou da torcida do adversário: "ele tem mais fãs, eu tenho mais dinheiro".

Assista:

MAIS SOBRE:

lutas MMA Conor McGregor Floyd Mayweather
Comentários