Cormier marca aposentadoria para o início do ano que vem

Norte-americano revelou que não pretende lutar depois que completar 40 anos, em março de 2019

 D. Cormier (esq) já tem data para pendurar luvas (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Relacionadas

Atual campeão meio-pesado do UFC, e vindo de mais uma defesa do seu cinturão, a primeira no novo reino, Daniel Cormier tem mais um ano de carreira apenas. O próprio lutador garantiu que não irá atuar além dos seus 40 anos e marcou a aposentadoria definitiva do octógono para março do ano que vem, mais precisamente no dia 20, quando completa 40 anos.

+ Internautas brincam com gafe em pôster do UFC Austin

+ Cyborg afirma ter aceitado superluta contra Amanda Nunes no UFC 226, em julho

+ Após novo doping, Anderson Silva garante que nunca usou esteroides

Após vencer Volkan Oezdemir na luta co-principal do UFC 220, o norte-americano declarou, em entrevista ao programa The MMA Hour, que lutará por apenas mais um ano por conta dos sacrifícios que sua família faz por sua carreira.

"Chegando março, eu terei 12 meses a mais no máximo. Eu estarei feito no dia 20 de março de 2019. Não vou lutar novamente. Eu terei 40 anos. Não vou voltar. Não vai ter reviravolta ou ‘estou aposentado até pegar o tipo certo de luta’. Vai ser o fim. Não farei mais isso. Já disse uma ou outra vez que eu vivi uma ótima vida nos esportes. Eu amei todo momento disso. Minha família girou em torno do esporte. Não apenas Selena e as crianças, mas também meu pai e minha mãe", comentou Cormier, deixando no ar a possibilidade de ajudar seus filhos a também seguirem carreira nos esportes.

Tenho sido o centro do universo atlético da minha família por muito tempo e é hora de fazer isso para o pequeno Daniel e a Marquita. Quero ser um daqueles pais que ficam loucos e gritam na lateral, se gabando dos seus filhos", disse.

MAIS SOBRE:

Lutas UFC [Ultimate Fighting Championship] MMA [artes marciais mistas]
Comentários