Em ombro de lutador, calopsita não se assusta com golpes no Brave 3

Pássaro ficou o tempo todo no ombro do dono. Competições serão neste fim de semana, em São José dos Pinhais

Relacionadas

Depois de Brad Pickett, astro do UFC que levou o cachorrinho de estimação para encarar um adversário, outra fera da luta resolveu entrar no combate com a calopsita de estimação no ombro. Foi o lutador curitibano Marco Pirata, do Brave 3, que levou o pássaro, chamado Tinope, para um treino aberto, num shopping de São José dos Pinhais. A competição acontece neste fim de semana na cidade, na Grande Curitiba.

Mesmo com os golpes do treinador vindo do lado contrário, o pássaro ficou firme no ombro do dono e não voou, apenas assustou. "Estou há duas semanas só com ele. Meu apelido é Pirata, mas sem papagaio. Aí arrumei um “papagaio”. Quando peguei, já ficou mansinho no ombro e não sai mais, ficou ali o tempo inteiro", afirmou Pirata, ao portal Combate.

"Sou de casa, a galera me conhece, e levei um diferencial para o treino, coloquei meu perequitinho junto. Dá uma diferença. Todo mundo adorou, chamou mais a atenção que eu", completou o lutador.

No sábado, pirata enfrenta o sul-africano Jeremy Smith. Os combates serão no ginásio Rosenmann, a partir de 20h30.

MAIS SOBRE:

lutas UFC
Comentários