Jéssica Bate-Estaca desafia campeã Namajunas: ‘Mereço uma nova chance’

Brasileira usou as redes sociais para pedir uma chance de lutar pelo cinturão peso-palha do UFC

 Jéssica desafiou a campeã Namajunas (Foto:Reprodução/Instagram Jessicammapro)

Relacionadas

A surpreendente vitória de Rose Namajunas sobre Joanna Jędrzejczyk no UFC 217, realizado no último sábado, 4, deu uma chacoalhada na categoria peso-palha feminino. Ciente da oportunidade que acabara de surgir, Jéssica Bate-Estaca não perdeu tempo e tratou de desafiar a nova campeã. Através de uma rede social, a brasileira pediu por uma nova chance de disputar o cinturão da divisão até 52kg.

“Hoje foi uma noite decisiva para a categoria dos palhas no UFC. A invencível Joanna perdeu sua majestade, encerrando assim um ciclo do reinado. Parabéns para Rose Namajunas, uma grande lutadora, todo meu respeito a ela que suportou toda semana da luta as provocações da Joanna e não perdeu a linha, guardou tudo para o momento exato!", elogiou Bate-Estaca, antes de emendar o pedido para enfrentar a nova campeã.

"Quero minha nova chance de disputar o cinturão, dessa vez com a nova campeã Rose Namajunas. Estou aqui pedindo publicamente, aos meus fãs, amigos e todos que acompanham meu trabalho. Me ajudem vamos fazer essa luta acontecer!”, escreveu Jéssica, que ainda aproveitou a publicação para marcar Dana White, presidente do UFC, e Sean Shelby, matchmaker responsável por casar as lutas na organização.

+Dana White minimiza ofensas de Covington ao Brasil

+Brasileira é 1ª colocada no ranking do Conselho Mundial de Boxe

+ Siga o Fera no Twitter!

Número 1 no ranking peso palha feminino, Bate-Estaca já disputou o cinturão da categoria em maio deste ano, mas foi superada na decisão pela até então campeão  Joanna Jędrzejczyk. Ela se recuperou em setembro passando, quando bateu de forma dominante a compatriota Claudinha Gadelha. Com apenas 25 anos, ela soma 17 vitórias e seis derrotas como profissional (8-4 no UFC).

Namajunas, que conquistou o cinturão ao nocautear Jędrzejczyk no primeiro round, tem um histórico de cinco triunfos e dois reveses no UFC. Participante do TUF 20, ela chegou a disputa o cinturão inaugural do peso palha contra Carla Esparza, em 2014, mas perdeu por finalização. Com a mesma idade que a brasileira, ‘Thug’, como é conhecida, tem sete resultados positivos e três negativos em seu cartel.

MAIS SOBRE:

lutas UFC [Ultimate Fighting Championship] Dana White
Comentários