Jon Jones quer paz com Daniel Cormier após choro de rival no UFC

Apesar das provocações e da antiga rivalidade, Jones diz que 'foi difícil' ver Cormier chorar

Relacionadas

Jon Jones quer fazer as pazes com o antigo rival que derrotou por duas vezes no UFC, Daniel Cormier. Campeão dos meio-pesados, tendo assegurado o cinturão desde o UFC 214, Jones disse em entrevista que "foi muito difícil vê-lo chorar", após a luta, em referência às lágrimas de Cormier ainda no octógono.

"Foi difícil vê-lo chorar porque ele é um bom embaixador para o nosso esporte e eu sinto que esses esportes individuais, como MMA e boxe, quando você vê um homem adulto chorar porque seu sucesso está todo nos seus ombros", afirmou Jones ao programa Sway in the Morning, que vai ao ar neste canal.

Jones, que antes da luta chegou a afirmar que gostaria de fazer o rival chorar, diz que agora quer se reaproximar de Comier. "Gostaria de estar bem com ele. Especialmente sendo um jovem homem negro, não existem tantos homens negros no esporte, então acho triste quando nós estamos na garganta um do outro. Nós deveríamos estar unidos e torcendo um pelo outro, nos apoiando e nos erguendo", afirmou.

O campeão relembrou, ainda, a antiga rivalidade no boxe entre Mike Tyson e Evander Holyfield, comparando-a com a sua rixa com Comier.

"Eu gostaria de, eventualmente, chegar a um lugar onde nós poderíamos apoiar um ao outro, fazer eventos de caridade juntos, entrevistas juntos e falar sobre isso. Do mesmo jeito que Mike Tyson e Holyfield se juntaram anos depois e falaram das lutas que eles tiveram. Eu adoraria fazer algo assim com Daniel Cormier", disse.

MAIS SOBRE:

lutas Ufc
Comentários