Lutador de MMA tem enfarte, 'morre' no ringue, mas volta após desfibrilações

C.J. Hancock sofreu ataque cardíaco e falência renal durante luta, mas foi 'ressuscitado' após ação rápida de paramédicos

Relacionadas

No segundo round da luta contra Charlie Ontiveros, Io americano Clovis "C.J." Hancock colocou a mão no peito e caiu sozinho no ringue. Enquanto seu adversário celebrava uma aparente vitória, o árbitro e médicos no ginásio correram para acudi-lo. Sua queda não se deu por um nocaute, mas sim, por um enfarte. 

Tudo isso aconteceu em uma das lutas do card preliminar do LFA 26, realizado na última sexta-feira, 3, no Arena Theatre, em Houston, no Texas. 

 

+ Em estreia como profissional, americano nocauteia rival com joelhada voadora

+ Lutador do UFC gera polêmica ao postar foto de veado morto em caçada

+ Siga o Fera no Twitter!

 

 

Graças à ação rápida dos paramédicos, Hancock conseguiu sobreviver ao ataque apesar de, como ele próprio relatou, "ter morrido no ringue". "Estou bem. Obrigado a todos. Irei responder a todos quando puder. Meu coração parou e tive uma falência do rim, me reanimaram e me desfibrilaram duas vezez e me trouxeram de volta duas vezes", colocou C.J. Em seu perfil no Facebook. 

"Ainda não tenho certeza do que aconteceu. Eu tive um grande corte de peso. O médico disse que eu não deveria lutar novamente. Estou quebrado, acho que serei somente treinador a partir de agora. Eu ainda penso em competir no jiu-jítsu brasileiro, quando eu melhorar. Obrigado a todos pelo apoio", completou.

 

Well I died tonight in the cage.... I'm okay. Thanks everyone. I'll reply when I can. My heart stopped, and I had... Publicado por Cj Hancock em  Sexta, 3 de novembro de 2017

 

Como citado pela emissora local ABC 13, antes da luta, Hancock teve que perder 20,4 kg, descendo de 95,5 kg, sua média de peso natural, para 77,1 kg. Além da dieta, ele também foi submetido a longas sessões de sauna, as quais pensa que quase o mataram. 

"Havia algumas vezes em que eu saía da sauna, estava tonto, com náuseas e com vontade de vomitar, mas não havia nada no meu estômago. E eu sabia que havia algo errado, mas eu pensei que poderia lidar com isso", declarou à ABC 13

Assim como adiantado em sua rede social, CJ afirma que, junto com a namorada, está avaliando seu futuro, mas não deve retornar aos ringues. "Eu ainda penso em competir novamente, mas eu provavelmente não irei lutar mais; e esse era o meu sonho, mas agora acabou, e aquilo foi muito estúpido." 

 

 

MAIS SOBRE:

lutas mma lfa cj hancock MMA [artes marciais mistas]
Comentários