McGregor doa R$ 2,2 milhões a hospital infantil e ganha prêmio nos EUA

Conhecido pelas polêmicas, campeão do UFC recebeu prêmio nos Estados Unidos

Conhecido pelas polêmicas dentro e fora dos octógonos, o campeão dos leves do UFC, o lutador de MMA Conor McGregor foi homenageado nos Estados Unidos por ter liderado a arrecadação de US$ 850 mil (cerca de R$ 2,2 milhões), que foram encaminhados a um hospital pediátrico em seu país, a Irlanda do Norte.

McGregor diz que Mayweather será ‘assombrado’ se não lutar no UFC

Mayweather posta vídeo no octógono e McGregor provoca

Mayweather e McGregor trocam provocações em redes sociais

O prêmio foi recebido por ele - que ainda não tem data para voltar a pisar no octógono ou em um ringue de boxe - em um jantar de gala, em Nova York (EUA). McGregor não luta desde a derrota para Floyd Mayweather na 'luta do século', sob as regras do boxe, no ano passado.

"Foi uma honra apoiar 'Our Ladies Children's Hospital' esta noite em Nova York. Mais de 800 mil dólares foram arrecadados para o hospital somente nesta noite. Incrível. A maior marca já atingida. Estou aguardando relatórios para ver onde o dinheiro será usado no hospital. Que noite incrível", afirmou o irlandês.

Sem qualquer previsão de voltar a lutar, McGregor pode perder o cinturão dos leves do UFC, já que ele não luta na categoria desde novembro de 2016. “Se McGregor voltar em setembro, serão quase dois anos depois da última luta dele no MMA. Isso não pode acontecer e não é justo com o resto da divisão. Eu amo Conor, o respeito, e amo tudo o que ele tem feito pela empresa. Todo mundo sabe disso, mas o cinturão tem de seguir em frente. Quando quiser voltar, Conor será o primeiro a disputar o cinturão”, declarou o chefe da franquia, Dana White.

 

MAIS SOBRE:

lutas UFC [Ultimate Fighting Championship] Conor Mcgregor
Comentários