McGregor provoca Mayweather em encarada: 'não passa de quatro rounds'

Primeira entrevista coletiva conjunta dos dois, seguida de 'encarada' tensa, ocorreu em Los Angeles

Relacionadas

O irlandês campeão dos leves do UFC Conor McGregor aproveitou a primeira entrevista coletiva conjunta com o boxeador norte-americano Floyd Mayweather, para promover a 'superluta' entre os dois, para provocar o adversário. No evento, ocorrido em Los Angeles (Estados Unidos), McGregor garantiu que o combate 'não vai passar de quatro rounds'. "Ele está ferrado", afirmou o irlandês. A luta está marcada para 26 de agosto, em Las Vegas.

Em sua fala, McGregor, que usava um terno cujas listas, aumentadas, formavam as palavras 'fuck you' (foda-se), bateu forte no adversário. "Não sinto ele, não sinto que ele está nessa luta. Isso não é uma luta justa. Sou abençoado, essa é uma coletiva de imprensa totalmente diferente. Não ligo para o tamanho das luvas. Só estou aproveitando. Não sei muito o que dizer, apenas quero sentir esse momento. Meu filho é a maior motivação que posso ter".

Já Mayweather foi um pouco mais comedido no início, ao citar Muhammad Ali, mas depois descambou para as ofensas pessoais. "Ninguém fez isso que eu estou fazendo agora. Poucas vezes um lutador de boxe enfrentou um lutador de MMA. Muhammad Ali enfrentou Antonio Inoki nas regras do Vale Tudo. Floyd tem um problema. Ele não quis vir ao meu lado para lutar, então eu vou ao lado dele", declarou. Depois, sacou um cheque do bolso. "Ainda tenho US$ 100 milhões e eles não tocaram em nada. Esse otário ganhou US$ 3 milhões em sua última luta. Isso é dinheiro de treino para mim. Ele é o senhor tapinha. Ele gosta de desistir". 

Após as entrevistas, os dois protagonizaram uma tensa 'encarada'. Ficaram por alguns minutos trocando palavras duras aos gritos e tiveram que ser separados por Dana White, presidente do UFC.

Assista:

Confira as reações de McGregor quando Mayweather falava:

MAIS SOBRE:

lutas Floyd Mayweather Conor Mcgregor Boxe
Comentários