Mexicano vence americano que usou calção em referência ao muro de Trump

Shorts com as cores da bandeira dos Estados Unidos tinha os dizeres "América em primeiro lugar"

Relacionadas

O fator psicológico pode ser um grande desestabilizador na hora de um combate. Sabendo disso, o boxeador Rod Salka apostou em um calção com um desenho que deu muito o que falar nas redes: um muro, relembrando a proposta eleitoral de Donald Trump. Isso porque o norte-americano enfrentou na última quinta-feira (12) o mexicano Francisco Vargas.

Noite com Neymar e 'parças' é arrematada por R$ 137 mil em leilão

Bomba explode em campo de futebol na Somália e deixa cinco mortos

Ordem judicial contra Oezdemir cancela luta de Shogun no Chile

No entanto, a provocação pretendida por Salka não surtiu o resultado esperado. Mesmo usando o shorts com as cores da bandeira dos Estados Unidos e os dizeres "América em primeiro lugar", Salka acabou sendo derrotado. 

No sexto round o mexicano colocou o adversário nas cordas e acertou seguidos golpes, forçando a comissão técnica de Salka a jogar a toalha para desistir do combate. Veja o momento abaixo:

No Twitter alguns dos internautas ficaram revoltados com a provocação. "Perdeu feio demais, é melhor mesmo você se voluntariar para ir construir o muro", comentou um. "Agora ele pode colocar um muro de gesso nos ossos quebrados", sugeriu outro. A vitória do mexicano virou até meme. "Quando Trump diz 'construir o muro'", mostra a montagem.

MAIS SOBRE:

Boxe Donald Trump Estados Unidos [América do Norte]
Comentários