Atleta brasileira é vice-campeã em competição de salto em penhasco

Gaúcha Jacqueline Valente ficou atrás apenas da australiana Rhiannan Iffland, campeã mundial em 2016

Relacionadas

O domingo foi dia de resultado histórico para o esporte brasileiro. A gaúcha Jacqueline Valente, de 31 anos, conquistou o segundo lugar da terceira etapa do Red Bull Cliff Diving, conhecido como o Mundial de Saltos em Penhasco. É a primeira vez que um atleta nascido no País alcança o pódio da competição que acontece desde 2009.

Jaki Valente, como é mais conhecida, participa do Red Bull Cliff Diving como convidada de algumas etapas desde 2014 e, atualmente, concilia o seu trabalho com shows de saltos ornamentais em um cruzeiro americano com treinos para a competição. De lá para cá, evoluiu bastante, apresentando novos saltos, mas sem ter chegado entre as três primeiras colocações antes. Desta vez, foi diferente. Ao lado de outras sete atletas, Jaki saltou de uma plataforma a 21 metros de altura no mar de Polignano a Mare, na Itália, onde já competiu em anos anteriores. A brasileira teve que executar quatro saltos ao total, chegando a ocupar a primeira colocação e finalizando em segundo. Jaki ficou atrás apenas da australiana Rhiannan Iffland, que já venceu outras oito etapas do Red Bull Cliff Diving e foi campeã mundial de 2016.

"Estou muito feliz, não consigo acreditar. Tudo o que eu queria era executar meus quatro saltos da melhor maneira possível. É uma sensação inexplicável. O sentimento é de pura felicidade. Vou continuar treinando muito e, agora, estou ainda mais motivada. Daqui pra frente, só vai melhorar!", disse ela.

 

Entre os homens, o italiano Alessandro de Rose aproveitou a torcida local e conquistou o primeiro lugar, resultado inédito em sua carreira, desbancando favoritos como o britânico hexacampeão Gary Hunt e o colombiano Orlando Duque, vencedor da última etapa. Os americanos David Colturi e Andy Jones ocuparam a segunda e a terceira colocações, respectivamente, deixando a disputa pelo título mundial ainda mais incerta.

MAIS SOBRE:

Radicais
Comentários