Equipe brasileira conquista vaga inédita nos Jogos de Inverno no bobsled

Classificação para PyeongChang aconteceu em etapa da Copa América, disputada neste fim de semana

O Brasil estará pela primeira vez representado no bobsled (esporte de inverno no qual equipes realizam, por meio de um trenó, descidas cronometradas em uma pista de gelo sinuosa e estreita especialmente construída para a competição) nos Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang, na Coreia do Sul.

A classificação foi obtida na modalidade dupla, com o treno de Edson Bindilatti e Edson Martins, na etapa de Lake Placid da Copa América. A oficialização ainda não saiu, mas matematicamente a classificação será confirmada na próxima semana.

Na Copa América, os brasileiros conseguiram ótimos resultados, nas parciais, com um quarto e um terceiro lugares em dois dos dias de provas.

Chelsea tenta reformar estádio mas família vizinha não quer acordo

Senhor que improvisou camisa ganha uniforme oficial do Corinthians

Adversário não aparece em pesagem e luta de Vitor Belfort é cancelada

 

Os três países com os três melhores trenós no ranking da Federação Internacional de Bobsled e Skeleton, a IBSF, garantem três cotas para os jogos. Os seis países com os dois melhores conjuntos terão duas vagas. Os nove times subsequentes completam a lista de classificados. Segundo a Confederação Brasileira de Desportos no Gelo (CBDG), esta última é a situação do Brasil.

Com a vaga da dupla, o Brasil já tem quatro atletas garantidos em PyeongChang - a dupla do bobsled, Isadora Williams, da patinação artística, e Michel Macedo, do esqui alpino.

MAIS SOBRE:

radicais Jogos de Inverno Jogos de Inverno 2018 Pyeongchang [Coreia do Sul]
Comentários