Luana Coutinho é campeã brasileira de surfe; irmã de Medina vence sub-12

Campeonato feminino foi disputado na praia de Itamambuca em Ubatuba

Relacionadas

Luana Coutinho garantiu o título do Brasileiro de Surfe Feminino, neste domingo, 24, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. Com 16,10 pontos ela superou Camila Cássia na final. Jacqueline Silva, que foi campeã em 2015 e vice em 2016, ficou em terceiro lugar.

"É muita adrenalina. Vim focada para este campeonato. Graças ao meu treinador, o Everton (Silva), que vem me treinando o mês todo. Consegui achar duas ondas boas, que garantiram a minha vitória. Vencer em casa, então, me deixou muito feliz”, comemorou a surfista de 28 anos, que ano passado não competiu por estar lesionada. Pelo título, ela faturou R$ 4 mil, de um total de R$ 15 mil distribuídos em prêmios.

Na final da categoria sub-14, Sophia Medina, irmã do primeiro brasileiro campeão mundial, foi superada por Nairê Marquez e Pâmella Mel. Mas no sub-12 ela levou a melhor sobre as duas adversárias. E com uma nota sete na terceira onda da final garantiu o troféu.

“No ano passado fui a segunda e agora venci. Estou muito feliz porque surfei bem. Deus honrou o meu sacrifício”, falou a atleta de 12 anos, que começa sua trajetória no esporte, seguindo os passos do irmão Gabriel Medina.

No total, foram sete categorias em ação, contemplando todo o cenário feminino, incluindo a base e o longboard. A paranaense Thiara Mandeli foi a melhor dos pranchões e, por pouco, não teve uma comemoração dupla, com a sua filha sendo a vice-campeã da sub-10. A vitória entre as caçulas ficou com outra atleta do Paraná, a pequena Gabriely Vasque.

Na sub-16, Maju Freitas, do Rio de Janeiro foi a campeã, enquanto que na sub-18, a paulista Lousie Frumento foi a primeira colocada, melhorando seu resultado em relação a 2016, quando ficou em segundo. 

MAIS SOBRE:

radicais Surfe Gabriel Medina
Comentários