FERA DO PASSADO: Antes de Federer, Pete Sampras dominou o tênis nos anos 90

Um dos melhores tenistas da história, americano conquistou 14 Grand Slams em 15 anos de carreira profissional

Relacionadas

Antes de Roger Federer se estabelecer no topo do tênis mundial, quem comandou o esporte nos anos 1990 foi Pete Sampras, um americano introvertido, mas que tinha um nível atlético e técnico muito superior aos demais. Além disso, ao lado de Andre Agassi, Michael Chang, e Jim Courier, consolidou o domínio americano na modalidade na década. 

Nascido em Potomac, no Estado americano de Maryland, em 1971, Pete Sampras é filho de imigrantes gregos, que desde cedo apoiaram o gosto do filho pelo esporte. Após a família se mudar para o sul da Califórnia, ele começou a treinar com um técnico amador e começou a usar a técnica de saque e voleio, que o ajudaria demais nas inúmeras conquistas. 

 

 

Profissionalizado em 1988, ele conseguiu o primeiro título de Grand Slam no segundo ano de carreira, em 1990, no Aberto dos Estados Unidos. Durante sua campanha, passou por grandes nomes do tênis, como Ivan Lendl, nas quartas, e John McEnroe, na semifinal. Na decisão, bateu Andre Agassi em sets diretos (6/4, 6/3 e 6/2) e se tornou o mais jovem campeão da história do torneio, com 19 anos. 

Ao todo, Sampras somou 15 temporadas no circuito internacional, conquistando 14 títulos de Grand Slam. À época, esse número se tornou o maior da história, superando os 12 do australiano Roy Emerson. No entanto, depois de se aposentar, Sampras foi superado por Roger Federer, com 19, e Rafael Nadal, com 16. 

 

 

Até hoje, o americano se mantém como o maior vencedor do Aberto dos Estados Unidos na era aberta, com cinco conquistas, empatado com Roger Federer e Jimmy Connors. Até a ascensão do suíço, que tem oito títulos de Wimbledon, ele também era o maior vencedor do torneio inglês, com sete. 

Apesar de ser considerado um dos melhores tenistas de todos os tempos, ele não conseguiu conquistar o chamado Grand Slam geral, isto é, quando um jogador é campeão dos quatro principais torneios do circuito. Além de sete títulos em Wimbledon e cinco no US Open, ele também possui dois Abertos da Austrália. No entanto, o máximo que chegou em Roland Garros foi em uma semifinal. 

Além dos Grand Slams, Sampras também conquistou 11 títulos de Masters, duas Copa Davis e a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1992.  

 

 

Pete Sampras também é o segundo jogador com o maior número de semanas na primeira posição do ranking dos melhores tenistas da ATP, com 286, atrás somente de Federer, com 302. O americano, porém, sustenta o recorde de maior número de anos em que terminou no topo da lista, com seis. 

Aposentado oficialmente em 2003, Sampras foi eleito para o Hall da Fama Internacional do Tênis em 2007. Casado desde 2000 com a atriz Bridgette Wilson, ele é pai de dois filhos, nascidos em 2002 e 2005, e mora na Califórnia. Atualmente, participa de torneios de exibição promovidos pela ATP. 

 

MAIS SOBRE:

fera do passado tenis Pete Sampras
Comentários