Tenista que não curte o esporte dá conselho a jovens: 'não joguem tênis'

Bernard Tomic reafirmou que não gosta de jogar tênis e pediu que público não acompanhe suas partidas

Relacionadas

O tenista australiano Bernard Tomic desaconselhou os jovens a se lançarem profissionalmente no esporte, classificando o tênis de "calvário" que ele nunca gostou. Recentemente, ele perdeu um patrocínio ao afirmar que "não sentee prazer em jogar".

Tomic, de 24 anos recebeu em julho uma multa de 13 mil euros da Federação Internacional de Tênis, após afirmar publicamente que fingiu uma lesão na partida de estreia em Wimbledon contra o alemão Mischa Zverev. Em entrevista franca a uma emissora australiana, Tomic pediu aos que não gostam de sua atitude para que não assistam a suas partidas. "Não venham!", declarou. "Assistam pela TV. Vocês não precisam pagar".

"Durante minha carreira, eu dei 100%. Mas também dei 30%. Se fizermos a média, acho que dá 50%", analisou o atual número 73 do mundo, que já chegou a ser o 17º melhor tenista do mundo em janeiro de 2016. "Eu nunca tentei de verdade e, mesmo assim, alcancei isso tudo. O que fiz é extraordinário".

Ao ser perguntado se tinha algum conselho para os jovens que sonham em se tornarem profissionais, Tomic também não pecou pela falta de franqueza. "Não joguem tênis. Façam algo que vocês amam e gostam, porque é um calvário, uma vida dura, dura, dura", completou. "Estou num beco sem saída. Precisa fazer isso", lamentou Tomic. "Foi o tênis que me escolheu. Eu nunca me apaixonei por isso", continuou.

O australiano também não mostrou arrependimento em relação às declarações em Wimbledon que lhe fizeram ser abandonado por um patrocinador, a Head. "Não me arrependo do que falei. Eu disse aquilo para irritar algumas pessoas", afirmou. "Eu não venho de uma família rica. Não tínhamos dinheiro. Agora, vivo em casas luxuosas pelo mundo. É minha escolha. Trabalhei para isso", concluiu Tomic.

MAIS SOBRE:

tênis tênis Torneio de Wimbledon [tênis]
Comentários