Briatore detona Vettel: 'poderia ter vencido se não fizesse essa m...'

Já o ex-campeão Jacques Villenueve saiu em defesa do alemão: 'eu teria feito igual'

Relacionadas

A batida propostial do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, no inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, após uma suposta reduzida propostial de velocidade do último no GP do Azerbaijão, neste fim de semana, continua dando polêmica.

Vettel foi detonado pelo ex-dirigente das equipes Benetton e Renault e um dos nomes mais conhecidos da F1, Flavio Briattore, à mídia italiana, e defendido pelo campeão mundial de F1 e ex-piloto, o canadense Jacques Villenueve.

Briattore não poupou na revolta ao comentar o assunto nesta terça-feira. "Vettel cagou", disse Briatore, que estava presente no circuito de rua de Baku, onde ocorreu a prova. "É muito estranho o que fez, inconcebível. Não entendo o que passou pela cabeça para acertar Hamilton. Com todas as câmeras do mundo te olhando. O que queria conseguir? Sebastian poderia ter vencido se não tivesse feito essa merda", disse.

Já Villenueve, na contramão da maioria das opiniões, disse que teria feito o mesmo.

"Claro que foi feio, mas Lewis tentou o brake-test (manobra proposital de reduzir a velocidade para prejudicar quem vem atrás) nele. Sou um piloto, já estive ali. Se um oponente fizesse aquilo comigo, eu faria o que Vettel fez", disse o canadense ao portal Autosport.

MAIS SOBRE:

velocidade Lewis Hamilton Sebastian Vettel
Comentários