Galvão Bueno se emociona ao lembar de Ayrton Senna: 'Nunca vai existir igual'

Narrador lembrou da amizade pessoal com o piloto brasileiro na data do 23º aniversário da morte dele

Relacionadas

No dia do 23º aniversário da morte de Ayrton Senna, Galvão Bueno não conteve a emoção durante o programa "Bem, Amigos!", no canal SporTV. "Um abraço para todos vocês, essa família que eu amo, que tivemos sempre... Passamos tanto tempo juntos e em momentos especiais. Eu gosto, eu penso muito nele. Às vezes, ouso dizer que converso com ele (Ayrton)", disse Galvão. 

"Claro que é uma metáfora. Mas eu gosto de me lembrar do meu amigo, do irmão dez anos mais novo que muitas vezes se mostrou mais velho, mais experiente, mais maduro, a quem dei muitos conselhos no início e de quem recebi muitos conselhos em uma época difícil da minha vida. Igual a ele, me perdoem aqueles que possam imaginar que Schumacher tenha sido melhor ou que alguém tenha sido melhor, mas igual a ele não existiu e nem vai existir", declarou. 

Galvão também enfatizou o orgulho do amigo em ser brasileiro e ainda disse que ele teria vergonha da atual situação do País. "O ser humano que ele foi, a obra que ele deixou, o trabalho que ele fazia, a preocupação que ele tinha com o lado social, que tinha com o país que ele representava e o orgulho que ele tinha de ser brasileiro. Ele estaria gigantescamente envergonhado de tudo isso que está acontecendo hoje, que nos é jogado na cara a cada instante nas informações em todas essas investigações, em toda essa sujeira que toma conta lamentavelmente de toda uma parte do nosso País."

Para terminar, Galvão mostrou o vídeo da sua narração do tricampeonato de Fórmula 1 de Senna, em 1991, dizendo que esta é sua forma preferida de lembrar do amigo. "Ayrton Senna do Brasil, Becão (apelido de infância do piloto), meu irmão, você está em outra dimensão, absolutamente especial, porque você merece, beijo, abraço."

 

 

O vídeo com a homenagem da Galvão Bueno a Ayrton Senna pode ser visto aqui

MAIS SOBRE:

velocidade Ayrton Senna Galvão Bueno
Comentários