Piloto inglês que perdeu duas pernas em acidente volta às pistas

Billy Monger, de 17 anos, fez teste e planeja retorno definitivo a competições

Relacionadas

O jovem piloto britânico Billy Monger, de 17 anos, que sofreu um terrível acidente em uma prova da F4 em abril, causando a amputação de suas duas pernas, está de volta às pistas. Ele pilotou pela primeira vez após o trauma, nesta terça-feira, em um teste na Fun Cup.

Trata-se de uma categoria que promove corridas com réplicas de Fuscas, e o teste foi feito na pista de Brands Hatch, na Inglaterra. "É muito bom voltar a sentar em um carro, mal posso esperar para voltar amanhã", disse o jovem. "Pude testar dois tipos de volante hoje, escolhi o que prefiro, agora é questão de aperfeiçoar a técnica para brigar por vitórias". Os volantes são adaptados para uso de deficientes físicos.

Monger planeja competir pela Fun Cup já em 2017 e é apoiado pela Team BRIT, uma instituição que ajuda deficientes no automobilismo. Sua volta a provas de competição depende de nova concessão de licença para que possa pilotar. "O objetivo do Team BRIT é permitir que pilotos com todos os tipos de deficiências sejam competitivos", diz Dave Player, fundador da entidade.

Após o acidente, a família de Monger fez uma campanha virtual para arrecadar recursos para seu tratamento, com a colaboração de personalidades do automobilismo - entre elas, o piloto Jason Button.

Assista abaixo ao grave acidente, registrado pela câmera a bordo do carro de Monger:

 

MAIS SOBRE:

velocidade
Comentários