'Se Vettel quer provar que é homem, que faça cara a cara', dispara Hamilton

Pilotos colidiram e se desentenderam durante o Grande Prêmio do Azerbaijão; veja acidente

Relacionadas

Na primeira entrada do Safety Car, na 22ª volta do GP do Azerbaijão, da Fórmula 1, neste domingo, Lewis Hamilton, da Mercedes, e Sebastian Vettel, da Ferrari, se envolveram em uma discussão durante a corrida. 

Em uma das curvas do circuito, o britânico brecou e o alemão o acertou em cheio, quebrando a asa dianteira da Ferrari. Revoltado com a ação de Hamilton, Vettel acelerou, emparelhou com o rival e jogou o carro contra ele. 

"Ele freou forte de propósito. Que p***a é essa?", gritou Vettel, no rádio. Já Hamilton falou à Mercedes que o rival "literalmente se virou contra mim e bateu no meu carro". 

 

 

Devido à reação, Vettel teve que pagar penalidade de dez segundos nos boxes. 

Após a corrida, os dois pilotos voltaram a se atacar. Hamilton negou que tenha brecado bruscamente de propósito e alegou que o rival estava "dormindo". "Se ele quer provar que é home, acho que nós deveríamos fazer isso fora dos carros, cara a cara. Imagine as crianças assistindo à Fórmula 1 e vendo o mau exemplo do tetracampeão mundial", disparou o inglês. 

Já Vettel pareceu mais calmo e recuou na acusação de que Hamilton havia forçado a frenagem. No entanto, ele acredita que a ação não foi a correta. "Se eu estou com dificuldade (de frear), os que estão atrás de mim estão com muito mais, então não acho que foi necessário. Eu me prejudiquei e ele arriscou danificar os outros." 

MAIS SOBRE:

velocidade Lewis Hamilton Sebastian Vettel
Comentários