Follmann visita CT paralímpico, joga vôlei sentado e se emociona

Sobrevivente da tragédia da Chape, goleiro, que teve parte da perna amputada, se anima com a possibilidade de se tornar atleta paralímpico

Relacionadas

Jackson Follmann, goleiro da Chape, que perdeu parte da perna direita no acidente que vitimou a equipe, visitou o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro e jogou vôlei sentado com o medalhista da modalidade Renato Leite, nesta quarta-feira. Mais do que isso, Follmann ficou muito animado com a experiência - e tanto ele quanto integrantes do CPB já avaliam a possibilidade de que o atleta entre para alguma modalidade.

"Fico contente de ver que a limitação das pessoas está só na cabeça delas", afirmou Follmann, que já caminha normalmente com auxílio de uma prótese, depois do treino. "Todos conseguem fazer mais do que faziam antes das suas deficiências. Isso me deixa com mais gana de me recuperar logo".

Segundo reportagem publicada pelo portal Globoesporte.com.br, Leite, que esteve nos jogos do Rio e se encontrou com Follmann quando ele se recuperava em um hospital de Chapecó, introduziu o goleiro no vôlei sentado, com algumas dicas e alguns passes. O encontro foi produzido pelo canal Fox Sports.

O vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado, disse ser uma "alegria" poder receber o atleta. "Ele realmente tem o perfil de uma pessoa de muita resiliência, especial, e acreditamos que, pelo potencial físico que ele tem, por já ter um histórico esportivo, pode sim contribuir e se tornar um grande atleta paralímpico", afirmou.

MAIS SOBRE:

vôlei Jackson Follmann Comitê Paraolímpico Brasileiro Chapecó
Comentários