Jogador de vôlei de 2,15m é retirado de voo pela polícia por não caber na poltrona

A companhia Pobeda ainda quer processar Aleksandr Kimerov pelo atraso na partida do avião

Relacionadas

Aleksandr Kimerov, que joga no Fakel e na seleção russa sub-23, foi obrigado a sair de avião da companhia Pobeda, única de baixo custo que opera no país do Leste Europeu, porque não cabia na poltrona. Com 2,15 metros de altura, ele pediu para trocar de lugar com outro passageiro, que estava na saída de emergência, local com mais espaço. Mas a equipe da companhia, o obrigou a retornar ao lugar marcado, pois Kimerov não havia pago valor extra que permite escolher o assento.

Após voltar ao lugar de origem, ele teve que se virar e ficar com as pernas no corredor, o que vai contra as normas de segurança aérea. E como estava bloqueado o corredor, a equipe de bordo chamou a polícia que atua no aeroporto, para retirá-lo. Além de perder o voo e todo o constrangimento, Aleksandr Kimerov será ainda processado pela companhia por causa do atraso de meia hora na partida do avião.

MAIS SOBRE:

vôlei
Comentários