Técnico do Vôlei Bauru sobre Tifanny: 'Não estamos desrespeitando ninguém'

Fernando Bonatto garante que a contratação da atleta transexual não foi golpe de marketing

Relacionadas

O técnico Fernando Bonatto, do Vôlei Bauru, não imaginava que a presença de Tifanny Abreu na Superliga feminina teria tanta repercussão. Ele garante que a contratação da atleta transexual não foi golpe de marketing, defende sua atleta e diz que tudo está dentro das normas. "Não estamos desrespeitando ninguém. Hoje ela está autorizada a jogar. Isso não podemos discutir", avisou o treinador.

+ Três meses após divórcio com Pallesi, Thaisa assume novo relacionamento

+ Vôlei na neve se populariza na Europa e ganha exibição nos Jogos de Inverno; assista

+ 'Super Tifanny' cativa torcedores e alavanca público nas arquibancadas

Tifanny é a primeira transexual na Superliga feminina de vôlei e vem chamando atenção pelo grande quantidade de pontos que marca. "Vou falar uma coisa para você, a contratação foi uma coisa que foi acontecendo, sendo construída, foi de caso pensado. Não foi marketing, pelo contrário. A gente sabia que teria um trabalho muto grande com ela porque precisamos construir a jogadora. É forte, assim como a Tandara, mas não tem o nível técnico da Tandara", disse.

O treinador lamenta a forma como o assunto está sendo tratado, principalmente as críticas nas redes sociais. "A gente precisa ter bastante cuidado. Todo mundo fala em liberdade de expressão, de cada um ter sua opinião, de poder escolher o que quer ser. Uma coisa que eu trato em primeiro plano é o respeito, independente do que você é, do que vai ser ou daquilo que você faz na vida. O ser humano precisa ter o respeito e é isso que a gente traz para as jogadoras", explicou.

O técnico do Vôlei Bauru reconhece a importância da atleta para o time e também entende os passos que estão sendo dados no esporte. "A Tifanny tem o apoio de todo mundo, de mim, das jogadoras, até porque não é uma situação fácil. Digo sempre que ela é corajosa e pioneira, pois chegou e abriu o peito e disse: 'eu quero ser'. E a cidade de Bauru abraçou, vai aos jogos, apoia bastante, incentiva ela, e isso tem sido muito importante", comentou.

MAIS SOBRE:

vôlei Tifanny Abreu Bauru [SP]
Comentários