Basquete brasileiro apresenta sua mascote, a arara azul Cestinha

Animal faz sua estreia na vitória do Brasil sobre o Uruguai, pelas Eliminatórias da AmeriCup

Relacionadas

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) apresentou sua mascote para a modalidade: Cestinha, uma arara azul que fez sua estreia na vitória do Brasil sobre o Uruguai por 83 a 72, pelas Eliminatórias da AmeriCup, em São José dos Pinhais, no Paraná. Ela foi desenvolvida pela designer Poliny Salgueiro e estará nas partidas da seleção e nas ações sociais da entidade.

"A nossa mascotinha é barulhenta, como todo torcedor. Além de embelezar as quadras onde nossas seleções vão jogar, a CBB espera, com essa iniciativa, lembrar mais uma vez a importância da preservação de uma linda espécie genuinamente brasileira. A Cestinha carrega cores da nossa bandeira. A coloração azul está nas suas penas. E a cor amarela aparece ao redor dos olhos, nas pálpebras e também base da boca", disse a CBB.

A arara azul é uma ave que tem gêneros da sua espécie ameaçados de extinção, como a Arara-Azul-de-Lear, vítima do tráfico de animais silvestres, e a Arara-Azul-pequena, já considerada extinta no País . É um animal da família da Psittacidae e está presente na Floresta Amazônica, no Cerrado, na Caatinga e no Pantanal.

Segundo a CBB, a ideia é também aproveitar essa mascote do basquete para divulgar ações do Instituto Arara Azul, que trabalha com a preservação desta ave no pantanal. "Ficamos muito felizes com a escolha da CBB pela arara azul para ser sua mascote. Ela é uma ave emblemática no Brasil e essa iniciativa vem ao encontro do nosso trabalho, que é a preservação da natureza, da qualidade de vida do homem", disse Neiva Guedes, responsável pelo Instituto Arara Azul.

 

MAIS SOBRE:

basqueteararaCBB [Confederação Brasileira de Basquete]
Comentários