Brasileiro, Charlie Brown Jr e muito choro: os melhores momentos do draft da NBA

Evento também teve homenagem 'indireta' a LeBron James e irritação de quem esperava estar entre os primeiros

Relacionadas

O Draft 2019 da NBA foi realizado na noite desta quinta-feira, 20/06, no Barclays Center, em Nova York. As apostas nas primeiras posições se confirmaram, e Zion Williamson, Ja Morant e R.J. Barrett foram os primeiros a serem escolhidos. Ainda assim, a noite teve muitas surpresas entre momentos bonitos e curiosos, confira.

Choro de Zion, RJ Barrett e Matisse Thybulle

Três atletas choraram quando foram entrevistados logo após serem escolhidos. Primeiro, Zion citou que sonhava com aquilo desde criança e agradeceu à mãe, que estava ao seu lado, após ser selecionado pelo New Orleans Pelicans.

R.J. Barrett, que foi para o New York Knicks na terceira posição, estava do lado do pai e também foi às lágrimas.

Por fim, Matisse Thybule chorou ao falar da morte da mãe, que não pode estar ali. Ele irá jogar no Boston Celtics.

Brasileiro selecionado

Marcos Louzada, o Didi, foi o primeiro brasileiro em cinco anos a entrar na NBA via draft (antes dele, havia sido Bruno Caboclo, em 2014). Ele foi selecionado pelo Atlanta Hawks na 35ª posição, mas a franquia havia trocado essa escolha com o New Orleans Pelicans, portanto, Didi irá jogar ao lado de Zion. É claro que isso foi muito celebrado pelos brasileiros nas redes - também houve algumas piadas.

Zion usando roupa igual à do LeBron

Considerado melhor jogador a participar do draft desde LeBron James em 2003, Zion deixou claro que se inspira no ídolo através da sua roupa. Ele usou um terno branco igual ao que o atual jogador do Los Angeles Lakers usou quando foi escolhido pelo Cleveland Cavaliers, 16 anos atrás.

Charlie Brown Jr. presente

Um nome dentre os que haviam se inscrito para o draft chamou atenção: Charlie Brown Jr., ala da Saint Joseph's University, que lembra a banda brasileira e o pássaro amigo do Snoopy. Ele acabou não sendo escolhido, mas fechou um contrato com o Atlanta Hawks, prometendo fazer basquete de um jeito que a franquia não fosse esquecer.

Bol Bol irritado

Bol Manute Bol era cotado para sair entre as primeiras escolhas, mas não foi entre os trinta primeiros. Depois de horas esperando, ele se irritou e saiu do ginásio - teve que voltar depois, já que foi escolhido pelo Miami Heat na 44ª posição e trocado para o Denver Nuggets na sequência. Depois de ser escolhido, ele disse que tem vontade de provar que todos estão errados sobre ele.

Ignorado

Goga Bitadze foi colocado para dar coletiva de imprensa ao lado da principal estrela da noite, Zion Williamson, e acabou gerando uma imagem até triste: foi ignorado pelos repórteres. Além disso, a plaquinha com seu nome estava escrita de forma errada. Ele foi para o Indiana Pacers, na 18ª escolha.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

When they put you next to Zion for media availability... (via @FletcherWDSU/Twitter)

A post shared by SLAM (@slamonline) on

Corrente do Jaxson Hayes

Por conta do corte de cabelo que usa, Jaxson Hayes costuma ser comparado ao personagem Sideshow Bob, dos Simpsons. Ele demonstrou não se incomodar, utilizando uma corrente com o rosto do personagem antes de ser escolhido para o Atlanta Hawks na oitava posição.

Chapéus

Tradicionalmente, os escolhidos colocam um boné das franquias que os escolheram - mas parece que a NBA vai ter que reformular o design dos chapéus para poder acomodar os estilos dos novos prospectos.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

NBA Draft needs bigger hats

A post shared by Bleacher Report (@bleacherreport) on

MAIS SOBRE:

basqueteNBA [National Basketball Association]Zion Williamson
Comentários