Com 5 times em um ano, ele já foi eliminado, mas ainda pode ser campeão da NBA

Atualmente no Atlanta Hawks, José Calderón teve 'passagem relâmpago' pelo Golden State Warriors

Relacionadas

Com 35 anos de idade, o espanhol José Calderón é um dos armadores mais experientes da NBA. Com passagens marcantes por Detroit Pistons e principalmente pelo Toronto Raptors, onde permaneceu por oito anos, na atual temporada ele viveu uma situação curiosa, já que passou por quatro equipes antes de chegar ao Atlanta Hawks, time que defendeu nos playoffs e acabou eliminado pelo Washington Wizards na última semana.

Calderón terminou a temporada 2015/2016 como titular do New York Knicks. Porém, ainda na pós-temporada, foi trocado com o Chicago Bulls, na negociação que levou Derrick Rose para o time nova iorquino. A expectativa era que ele fosse aproveitado pelos Bulls, mas foi novamente trocado antes mesmo de estrear, desembarcando no Los Angeles Lakers.

Na equipe californiana, que vive grande reestruturação, foi titular algumas vezes, sendo o preferido pelo técnico Luke Walton em relação ao brasileiro Marcelinho Huertas. Seu jogo, porém, não convenceu o ídolo Magic Johnson, que, nomeado presidente de operações da franquia onde fez história ao conquistar cinco títulos, dispensou Calderón em sua primeira semana no cargo. Ele, então, foi contratado pelo Golden State Warriors, que buscava um reserva de bom nível para o astro Stephen Curry.

Sua passagem por Oakland, porém, durou menos do que duas horas. Isso porque no dia em que assinou contrato, Kevin Durant se machucou, o que obrigou a equipe a ir ao mercado e contratar Matt Barnes, que atua na posição do camisa 35. Como o campeão em 2015 só tinha mais uma vaga no elenco, acabou dispensando Calderón, que, apesar disso, faturou quase R$ 2 milhões em sua passagem relâmpago pelos Warriors.

Foi então que o espanhol chegou ao seu último time na temporada, o Atlanta Hawks. Contratado no dia 4 de março, ele foi importante para levar a equipe aos playoffs com a quinta melhor campanha da Conferência Leste. Porém, os Hawks não resistiram ao Washington Wizards e acabaram eliminados por 4 a 2 na primeira fase da parte final da temporada. Com 17 jogos pelo Atlanta, Calderón teve médias discretas de apenas 3,5 pontos e pouco mais de duas assistências por jogo.

Mesmo com seu Atlanta Hawks já eliminado, a NBA considera que ele fez parte do time de todas as equipes que passou na temporada. Quatro delas já estão fora, mas o Golden State Warriors ainda não e, com a melhor campanha da temporada regular, é favorito ao título. Caso o time californiano vença, cabe a Calderón decidir se irá ou não aceitar o anel de campeão. Em 2016, com situação semelhante, o brasileiro Anderson Varejão não aceitou a premiação oferecida pelo Cleveland Cavaliers, já que ele disputou a final da liga contra sua ex-equipe com a camisa dos Warriors e acabou derrotado na série por 4 a 3.

MAIS SOBRE:

Basquete NBA Detroit Pistons Anderson Varejão Chicago Bulls New York Knicks Derrick Rose Los Angeles Lakers Marcelinho Magic Johnson Stephen Curry Kevin Durant Atlanta Cleveland Cavaliers Basquete
Comentários