Empresa aérea se retrata com jogadores de basquete após acusá-los de roubo

Dois jogadores do time de desenvolvimento do Memphis Grizzlies foram expulsos de voo após relato equivocado de comissária de bordo

Relacionadas

A companhia aérea American Airlines pediu desculpas a dois jogadores profissionais de basquete que foram expulsos de um avião em Dallas depois de uma atendente os acusar de roubar cobertores. 

O porta-voz da empresa Joshua Freed afirmou nesta terça-feira, 26, que Marquis Teague e Trahson Burrell, jogadores do Memphis Hustle, time da liga de desenvolvimento da NBA afiliado ao Memphis Grizzlies, entraram no voo com destino a Sioux Falls, na Dakota do Sul, no último domingo, 24, no Aeroporto Internacional Dallas-Fort Worth. O trajeto era operado pela Envoy Air, empresa regional controlada pela American Airlines. 

 

Fã de LeBron James ganha camisa de Curry e não gosta da brincadeira; assista

Mesmo sem esquema tático, Thunder ganha corpo com tempo e talento

+ Siga o Fera no Twitter!

 

Os dois passageiros da primeira classe deram seus cobertores aos jogadores, que ficaram na classe econômica. No entanto, uma comissária de bordo os acusou de roubo e obrigou que saíssem da aeronave. 

Freed disse que um gerente da companhia pediu desculpas aos jogadores, que depois viajaram de primeira classe para Sioux Falls. 

O diretor executivo da American Airlines, Doug Parker, comunicou aos funcionários da empresa que eles passariam por um treinamento para evitar acusações de racismo. A medida foi adotada depois que uma organização de direitos civis ameaçou promover um boicote à empresa por seguidos casos de discriminação. 

 

 

MAIS SOBRE:

basqueteAmerican AirlinesNBA [National Basketball Association]Memphis Grizzlies
Comentários