Corinthians: conselheiros pedem retirada de camisa com referência a Marielle

Diretor cultural do clube alega ameaças feitas por um grupo denominado "Fiéis Escudeiros"

Relacionadas

O diretor cultural do Corinthians, Carlos Roberto Elias, expôs em seu Twitter uma situação que tem o incomodado. Segundo ele, um grupo de conselheiros denominado "Fiéis Escudeiros" está fazendo ameaças para que a camisa em homenagem a Marielle Franco seja retirada do memorial do clube alvinegro.

"E, a ignorância persiste. Grupo de conselheiros manda recado que irão 'invadir' o memorial para tirar a camisa 'na marra'", escreve Carlos Roberto. O uniforme em questão foi usado pelo armador Gustavinho na comemoração da conquista da Liga Ouro de 2018, e contém o questionamento: "quem matou Marielle?", em referência ao assassinato da ex-vereadora no dia 14 de março de 2018. 

Carlos Roberto Elias também publica a carta que pede "a imediata exclusão de quaisquer alusões de cunho político, religioso ou de outra natureza não relacionadas às conquistas ou sua história dentro do âmbito esportivo dentro do memorial de nosso clube, como ocorre com a camisa direcionada à ex-vereadora do Rio de Janeiro".

Gustavinho, que se aposentou das quadras e hoje é supervisor do sub-19 do basquete corintiano, repercutiu a notícia em seu Instagram. "É censura que fala?", questionou sobre o pedido de retirada de sua camisa do memorial do Parque São Jorge.

O documento assinado pelo grupo "Fiéis Escudeiros" é direcionada ao CORI (Conselho de Orientação). "Corajosos se escondem atrás de um 'grupo'", alfineta o diretor cultural. A carta ainda afirma que repudiam o uso do clube como "palanque na exposição de ideias pessoais".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Teu passado é uma bandeira, teu presente uma lição O resgate da memória é parte fundamental para se viver em sociedade. O @corinthians voltou a respirar o basquete após longos 22 anos. Tive o privilégio de fazer parte dessa retomada e realmente me enche o peito de orgulho ter o nome cravado na história do clube. Imprescindível a homenagem a craques de diferentes gerações na linda instalação feita no Memorial no Parque São Jorge. Ter a camisa exposta ao lado de lendas como Wlamir Marques e @oscarschmidt14 é papo de “me belisca pra ver se é verdade”. O @sccorinthians.basquete conquistou novamente o coração do corinthiano. Bonito é ver o ginásio cheio de crianças, jovens, mulheres, senhores vibrando em sintonia. Surgiram novos alvinegros adeptos ao esporte em todo o Brasil. Fãs da adrenalina e do espírito de luta do time. Agora o basquete no Corinthians é presente, passado e também futuro. Vida longa, Fiel até o Fim @beto.miller

Uma publicação compartilhada por Gustavo Lima (@limagustavinho10) em

MAIS SOBRE:

basqueteCorinthiansMarielle Francoexposição
Comentários